Faltam poucos dias para Teliana Pereira fazer história para o tênis feminino brasileiro. Atualmente no posto de número 95 do mundo, a pernambucana de 25 anos vai disputar, a partir da próxima segunda-feira (noite de domingo no Brasil), a chave principal do Aberto da Austrália, em Melbourne. É a primeira vez que não só ela como uma brasileira está na elite de um Grand Slam desde 1993.

Sem esconder a ansiedade pela oportunidade inédita, a melhor tenista do país afirma preferir enfrentar uma adversária modesta na primeira partida em Melbourne, mas também vê benefícios em encarar as principais jogadoras da atualidade, como Serena Williams, Maria Sharapova e a atual bicampeã Victoria Azarenka.

– Não tem jogo fácil, mas é claro que prefiro estrear com uma menina de ranking modesto. Mas se for com alguma das tops, será bom também. É uma ótima experiência: jogar em quadra principal, com televisão, e vencer seria um grande salto na minha carreira. Estou em um momento onde sempre sonhei chegar e quero que permaneça assim por muito tempo – disse a tenista, em entrevista por e-mail ao GloboEsporte.com.

Leia também:  Academia é destaque em competição em Minas Gerais

Teliana desembarcou nesta quinta-feira em Melbourne e já entrou em quadra para treinar. A pernambucana vem de participação em dois torneios em que venceu duas partidas de simples em quatro disputadas no total (caiu na segunda rodada do qualifying nos WTAs de Brisbane e de Hobart) e uma eliminação nas quartas de final das duplas em Hobart, na quarta-feira. No primeiro dia vivenciando o ambiente do Aberto da Austrália, a brasileira já estipulou um objetivo: adquirir experiência para todo o ano.

– Estou um pouco ansiosa, mas muito motivada e feliz. Cheguei hoje (quinta) em Melbourne, treinei à tarde (madrugada de quinta no Brasil) muito bem, ao lado das melhores do mundo. Estou aproveitando cada momento e procurando melhorar e crescer a cada dia. Quero aproveitar o torneio para treinar com as melhores, conviver e conhecê-las melhor, evoluir o meu jogo e ganhar experiência. Esse torneio é importante e estou focada em fazer o meu melhor e procurar as vitórias, mas a evolução e o crescimento para toda a temporada também é – explicou.

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor

Em 1993, Andrea Vieira furou o qualifying do US Open e foi eliminada na primeira rodada do Grand Slam americano. No Aberto da Austrália deste ano, Teliana nem precisou entrar na etapa classificatória. Ganhou vaga direta na chave principal em Melbourne por ter figurado no Top 100 em novembro.
Teliana saberá na noite desta quinta-feira (manhã de sexta em Melbourne) quem será a adversária na primeira rodada do Aberto da Austrália. O sorteio, que terá a participação de Azarenka e de Novak Djokovic, também definirá os confrontos do masculino. Os duelos de duplas serão divulgados na semana que vem.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.