Foto: assessoria
Foto: assessoria

O vereador Cláudio da Farmácia (PMDB), está reivindicando obras de asfalto para as ruas do Jardim das Paineiras, em Rondonópolis. As fortes chuvas que caíram nos últimos dias causaram várias erosões nas ruas e avenidas do bairro, ao lado do Parque Universitário. A situação mais crítica está na rua das Garças, rua Curió e Sabiá que passam pelo bairro, onde as erosões já derrubaram padrões de energia, postes de rede elétrica e colocam em riscos casas e muros de residências. Muitos motoristas estão inibidos de saírem com seus carros da garagem em razão das grandes erosões.

Nesta quinta-feira pela manhã, o presidente da Associação de Moradores do Jardim das Paineiras Valmir Pereira de Araújo e o vereador Cláudio da Farmácia, estiveram ouvindo os moradores sobre os pedidos de melhorias para as ruas do bairro.

Leia também:  Câmara concede Moção de Aplauso à Escola Carlos Pereira Barbosa

“Não é primeira vez que os moradores do Jardim das Paineiras estão sofrendo com a ameaça das erosões. A situação só se resolverá em definitivo com a construção da pavimentação asfáltica e galerias com coletores das águas das chuvas”, disse o vereador Cláudio da Farmácia.

Ele informou que já fez um pedido à Coder para a reparação dos bairros, mas de forma paliativa, porém vai reivindicar da prefeitura o asfaltamento das ruas do Jardim das Paineiras e a construção de galerias fluviais para resolver em definitivo o problema das erosões.

Segundo o comunitário Valmir Pereira a situação das erosões é preocupante e tem causado grandes transtornos aos moradores. “Precisamos que o problema seja solucionado em definitivo. Para isso, é necessário o asfalto nas ruas. Não dá para os moradores viverem com esta ameaça entra ano e sai ano. Hoje muitos moradores não podem nem tirar os seus veículos da garagem por causada das enormes erosões”, disse.

Leia também:  Neuma ganha força e ajuda Pátio a tomar decisões

A moradora Maria de Almeida Coelho disse que a casa da filha Lidiane Coelho, teve o padrão de energia arrancado pela erosão e que o muro da casa corre o risco de desabar. “Precisamos do paliativo do poder público, mas o necessário mesmo é a construção do asfalto. Hoje com a destruição das ruas e os riscos que a erosões causam as nossas casas, estamos vivendo com medo”, externou a moradora.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.