Silvano Rodrigues de Oliveira foi condenado a 20 anos de prisão em regime inicialmente fechado acusado de ter assassinado o namorado da sua ex-companheira com 11 golpes de faca na cidade de Juara. Durante a sessão de julgamento, os jurados acolheram a tese defendida pelo Ministério Público de que o crime foi cometido por motivo torpe, meio cruel e com a utilização de recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima.

De acordo com o promotor de Justiça que atuou no júri, Leonardo Moraes Gonçalves, a vítima, Rodrigo Frasson, foi assassinada no dia 17 de julho do ano passado, por volta de 6h30, nas proximidades de sua residência. Na época, o crime gerou bastante comoção na cidade, considerando a brutalidade com que foi cometido.

Leia também:  Carro de família que voltava de show cai de ponte e professora morre em MT

Consta nos autos que, além de estar inconformado com o fim do relacionamento conjugal que mantinha com a sua ex-companheira, o réu não admitia a possibilidade dela ter iniciado um romance com a vítima.

Segundo ele, durante a instrução criminal foi comprovado que o réu ameaçou a sua ex-companheira por várias vezes, dizendo-lhe que se não fosse dele, não seria de mais ninguém e que mataria quem estivesse com ela.
Durante o julgamento, o promotor de Justiça destacou que o réu agiu com frieza e brutalidade fora do comum. “O réu abordou o ofendido na rua, quando se encontrava sentado em uma motocicleta, e dissimulando que gostaria de ter uma conversa com ele, aproximou-se e desferiu-lhe vários golpes, atingindo-o nas costas”, disse.

Leia também:  Após invadir casa e tentar roubar TV, suspeito é detido por populares no Jardim Rivera

Logo após o crime, Silvano Rodrigues de Oliveira empreendeu fuga, mas acabou sendo preso preventivamente em agosto do ano passado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.