Agentes da Polícia Federal estão paralisados nesta terça-feira (25) e quarta-feira (26) em todo o Brasil para protestar. Em Mato Grosso a mobilização ocorre em Cuiabá.

De acordo com a assessoria, além da falta de reajuste de salário que não acontece há sete anos, a diminuição do efetivo, a incapacidade gerencial dos administradores e a investigação cada vez menor dos crimes do colarinho branco são os pontos base das reivindicações.

Apesar da paralisação, serviços essenciais como controle migratório e confecção de passaporte serão mantidos.

Ainda segundo a assessoria, dados levantados pela Federação Nacional dos Policiais Federais, entidade que representa cerca de 7 em cada 10 policiais que compõem o efetivo da PF, indicam que 77% dos recursos empenhados tiveram que ser devolvidos à União por falta de planejamento dos  gestores que controlam o órgão. Nos últimos 10 anos, os investimentos caíram de 81 para 20 milhões de reais. O contingenciamento de verbas tornou-se regra e têm inviabilizado as investigações, em especial as de combate ao desvio de recursos públicos e à corrupção.

Leia também:  Discussão causa morte após vizinho atropelar casal de moto em SP
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.