Vereador Adonais Fernandes - Foto: assessoria
Vereador Adonais Fernandes vai continuar a luta para estender a vacinação – Foto: assessoria

A partir do mês de março, meninas entre a faixa etária de 11 a 13 anos serão beneficiadas pela vacinação gratuita contra o Papiloma Vírus Humano (HPV). Essa foi uma proposta de autoria do vereador Adonias Fernandes (PMDB) e que foi aprovada na Câmara Municipal em setembro do ano passado (leia aqui).

Para o vereador Adonias Fernandes essa foi uma conquista importante em prol da população, já que a estimativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de que 290 milhões de mulheres no mundo sejam portadoras do HPV.

“Essa vacina contra o papiloma vírus, previne mulheres que nunca foram infectadas de quatro tipos de HPV, ou seja, isso representará no futuro uma queda expressiva no índice de pessoas com a doença em nossa cidade”, diz Adonias.

Leia também:  Prefeito e vice tem diplomas cassados por crime ambiental no RJ

O projeto original de Adonias previa que a faixa etária fosse entre 9 e 45 anos para que o maior número possível de mulheres fossem imunizadas, porém nessa 1ª fase o Governo Federal Liberou apenas entre 11 e 13 anos. “Vou continuar a luta para ver se o munícipio entra com uma contrapartida e garanta assim uma imunização mais abrangente”, afirma.

De acordo com a enfermeira responsável pelo programa de imunização no município, Noeny Pereira de Sousa, existem mais de 150 tipos do vírus e a vacina previne quatro deles que são 6, 11, 16 e 18, os principais causadores do câncer de colo de útero. Em 2015 o Governo federal deve ampliar a cobertura para meninas de 9 a 11 anos.

Leia também:  Sindicato Rural "sente pressão" e apresenta trabalho social a vereadores

A vacina deve ser disponibilizada em todas as unidades de saúde do município, a partir do mês que vem. A imunização é feita em três doses. Noeny explica que para se obter a resposta imunológica satisfatória deve se dar o intervalo de seis meses entre a 1ª e a 2ª dose e a realização da 3º dose após cinco anos.

A vacina também será incluída no calendário de imunização dos adolescentes e a definição das ações relativas acontece após a reunião com o Escritório Regional de Saúde que está prevista para as próximas semanas.

O câncer de colo de útero é o 3º mais frequente entre as mulheres. A estimativa é de 17 a 21 casos a cada 100 mil mulheres. A vacina contra o HPV no Brasil registra uma eficácia de 98,8% na prevenção desse tipo da doença.

Leia também:  Site prevê possibilidade de advogada assumir cadeira na Câmara de Cuiabá
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.