E os bastidores do Clube Esportivo Operário Várzeagrandense (CEOV) seguem movimentados. Após pedir demissão, nesta segunda-feira, depois de discutir com o presidente do clube, César Gaúcho, o treinador Ary Marques voltou atrás na decisão e segue no comando do tricolor. O técnico disse que atendeu um pedido feito pelo Conselho Deliberativo do clube.

– O Conselho realizou uma reunião ontem à noite e me pediu pra ficar. Disseram que o clube está jogando bem e que eles estão satisfeitos com o trabalho. Então, por enquanto, eu vou ficar. Vamos treinar normalmente hoje e amanhã temos um jogo importante – ressaltou o treinador, lembrando a partida entre Operário e Sinop, nesta quarta-feira, pela 8ª rodada do estadual.

Leia também:  Sinopense ganha último torneio e cuiabano é campeão de tênis

César Gaúcho teria passado a segunda-feira bebendo no hotel em que o clube fica hospedado e chegou a discutir com Ary Marques e com alguns jogadores, entre eles o volante Jamba. O motivo das discussões seriam os salários atrasados e as promessas não compridas do dirigente. O Conselho se reuniu ainda na segunda-feira para discutir a possibilidade de destituir Gaúcho do cargo, após as lambanças que tem feito, mas nenhuma decisão foi anunciada.

A reportagem do GloboEsporte.com tentou falar com membros do Conselho Deliberativo do Operário, mas as ligações não foram atendidas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.