Em reunião com representantes de Confederações Esportivas nacionais, o professor Leandro Fialho, do Ministério da Educação, falou do programa “Mais Educação”, base para o “Atleta na Escola”, e afirmou que o Atletismo é modalidade básica, conforme orientação enviada aos diretores de escola.

Andréa Ewerton, do Ministério do Esporte, informou que está sendo preparado um projeto de capacitação de 30 mil professores para tocar o Atleta na Escola. E disse que a Universidade Estadual Paulista (UNESP) será a entidade responsável pela capacitação na modalidade Atletismo.

Alexandre Mathias e Edgard Rebouças apresentaram a plataforma de EAD (educação à distância) do Ministério da Educação, que é gratuita e poderá ser usada no treinamento dos professores. Renausto Amanajás (Ministério da Educação) e André Arantes (Ministério do Esporte) lembraram da importância de que todos os envolvidos no “Atleta na Escola” trabalhem de forma integrada.

Leia também:  Copa Federação pode ter jogos às segundas

O gerente administrativo da CBAt, Georgios Stylianos Hatzidakis, explicou na reunião que “a Confederação tem necessidade de utilizar a plataforma para a expansão do MiniAtletismo” (programa que visa levar o esporte a crianças de 7 a 12 anos). Da mesma forma, “a utilização do e-Proinfo contribuiria muito para o programa de formação de treinadores”. O representante da CBAt ainda informou que a CBAt e as Federações filiadas estão à disposição para fazer a arbitragem dos eventos do programa “Atleta na Escola”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.