As candidaturas de Lúdio Cabral (PT) e do vice-governador Chico Daltro (PSD) não passam de balão de ensaio para o atual grupo que comanda o Estado de Mato Grosso.

Na reunião realizada no apartamento do deputado federal Carlos Bezerra (PMDB), na noite de segunda-feira (03) foi sacramentado o acordo de que o nome que represente o grupo – PMDB, PR, PROS, PSD, PC do B, PT, PP e agora PRB e PSC –  será definido após uma pesquisa qualitativa, que será feita pelo Ibope, mostrando qual o perfil de governador esperado pelos mato-grossenses.

O PT ainda aguarda como trunfo a filiação do juiz federal Julier Sebastião da Silva, que tem até o final de março para definir se abandona ou não a toga.

Leia também:  Não foi dessa vez

Após traçado o perfil do candidato esperado pelos eleitores é que os partidos devem apresentar nomes para o pleito.

A pesquisa deve ser concluída ainda em março dando margem para mais um prazo dos partidos se articularem para emplacar nomes para formar a chapa majoritária do grupo dos 9.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.