Foram encontradas a arma de fogo, munições, uma balança de precisão e várias porções de pasta base de cocaína, pesando cerca de 100 gramas, além da pistola de brinquedo e R$ 122 - Foto: Divulgação / ASSESSORIA
Foram encontradas a arma de fogo, munições, uma balança de precisão e várias porções de pasta base de cocaína, pesando cerca de 100 gramas, além da pistola de brinquedo e R$ 122 – Foto: Divulgação / Assessoria

Uma denúncia anônima averiguada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, culminou na prisão em flagrante de um casal por  tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. A denúncia informava que os suspeitos estavam em poder de uma arma de fogo, de propriedade de um policial civil.

O flagrante foi efetuado, no domingo (16), em uma residência no bairro Boa Esperança, nas proximidades da Cohab Cristo Rei, em Várzea Grande, local cuja informação era um ponto de venda de drogas (boca de  fumo). Foram presos Renan César Cabral de Souza, 23, e sua mulher Rejane de Sousa Melo, 19. O rapaz foi autuado por tráfico de drogas e posse irregular de uma pistola 7.65  e 18 munições dos calibres 38 e 7.65 e um simulacro de arma de fogo, semelhante a uma pistola.  A mulher foi indiciada por tráfico de drogas.

Leia também:  Sumiço de adolescente vista pela última vez entrando em carro de suposto namorado, é apurado pela polícia

De acordo com os investigadores do GCCO, no momento da abordagem, o suspeito arremessou um pacote que estava em suas mãos e tentou fugir da casa. No entanto, foi preso e em buscas na residência foram encontradas a arma de fogo, munições, uma balança de precisão e várias porções de pasta base de cocaína, pesando cerca de 100 gramas, além da pistola de brinquedo e R$ 122 em notas miúdas de 2, 5, 10 e 20, provenientes do tráfico de drogas.

A arma apreendida não pertence a Polícia Civil. Os presos foram encaminhados para as respectivas unidades prisionais. O homem para a Cadeia Pública do Capão Grande, em Várzea Grande, e a mulher para o presídio feminino Ana Maria do Couto May,em Cuiabá.

Leia também:  Marido é preso após manter esposa em cárcere privado e tentar matá-la com serra elétrica
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.