Depois de uma atuação considerada por muitos como previsível no duelo contra Gegard Mousasi, em Jaraguá do Sul-SC, na semana passada, o agora número três no ranking dos pesos-médios, Lyoto Machida, recebeu muitas críticas por parte dos especialistas, apesar de ter feito uma luta técnica, com muita movimentação, estudo e contragolpes. Nesta quinta-feira, no entanto, o presidente do Ultimate, Dana White, saiu em defesa do brasileiro:

– Se você não gostou da luta do Machida, você não é um fã de luta. Eu amei aquele combate e eu curti também a luta do Jacaré. O Carmont pareceu muito duro aquela noite – disse ele aos jornalistas depois da coletiva de imprensa do UFC 170, que aconteceu no Mandalay Bay Hotel e Cassino, em Las Vegas (EUA).

Leia também:  Torneios esportivos devem movimentar o fim de semana em Rondonópolis

Questionado se Lyoto estava confirmado como o próximo desafiante ao cinturão da categoria, o chefão disse que sim, mas depois desconversou dizendo que, primeiro, iria conversar com o lutador. Isso porque o duelo entre Chris Weidman e Vitor Belfort está marcado apenas para o dia 24 de maio e o mandatário acha que pode ser muito tempo para o carateca esperar.

– Se o Lyoto é o próximo desafiante? Sim, mas a luta entre Vitor Belfort e Chris Weidman ainda terá que acontecer e vai depender também do que o Machida quer fazer, se ele prefere esperar ou lutar. Vamos ver o que acontece. Machida x Jacaré seria excelente também, mas depende de outras coisas e das lesões que ocorreram no card. Nós temos muitas opções. Eu não sei… vamos ver como as coisas vão acontecer – finalizou.

Leia também:  União e Cuiabá ficam no empate Luthero
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.