Eles estão espalhados por toda cidade, já fazem parte do cotidiano da população de Primavera do Leste, os comerciantes do ramo alimentício oferecem inúmeras opções de lazer a cidade, fomentam o comércio e promovem o desenvolvimento. Na última segunda-feira (03) durante a sessão da Câmara dos Vereadores de Primavera do Leste, o presidente da Casa Estaniel Pascoal, discursou em defesa da classe, e ressaltou que inúmeros comerciantes foram notificados e no prazo de trinta dias não poderão utilizar as calçadas e vias públicas para acomodar mesas e cadeiras.

“Fui procurado por inúmeros comerciantes preocupados com a situação, esta categoria não fomenta somente o comércio, mas propiciam pontos de lazer as famílias de nosso município. Mesmo havendo legalidade, a iniciativa trará prejuízos a todos.”, destacou Pascoal.

Leia também:  Garbúgio toma posse e diz que começa mandato com "todo gás"

Para encontrar uma solução ao problema dos comerciantes que atualmente segundo levantamento feito pelo Centro de Atendimento Empresarial (CAE) já somam mais de 200, o presidente da Casa de Leis, se reuniu com representantes do CAE que apresentaram uma solução. “O consenso seria a criação de Box individuais onde cada comerciante seria responsável por seu espaço, atuando dentro da legalidade”, apresentou a coordenadora do CAE, Nice Vigo Coradini.

Alguns comerciantes já foram notificados, é caso de Airton Carlos do Nascimento, que trabalha no ramo a mais de oito anos, e em 23 de janeiro, foi notificado pela Secretaria Municipal de Fazenda, para que no prazo de 30 dias, suas mesas e cadeiras sejam retiradas da calçada. “Na última reunião que participei junto à fiscalização, estipularam que poderíamos utilizar apenas quatro jogos de mesa, respeitando a margem de 1,5 metros para o trânsito de pedestres. A maioria dos clientes consomem na calçada, a retirada das mesas, irá consequentemente, diminuir o movimento.”, lembra Nascimento.

Leia também:  Câmara de Primavera abre concurso com salários de até R$ 8,8 mil

Uma das iniciativas para buscar o consenso acontecerá na tarde de hoje (07), através de uma reunião na Câmara Municipal, com os comerciantes. “O objetivo da reunião é ouvir estes comerciantes, e em seguida buscar uma solução junto ao executivo municipal através do dialogo.”, finalizou Pascoal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.