Eles estão espalhados por toda cidade, já fazem parte do cotidiano da população de Primavera do Leste, os comerciantes do ramo alimentício oferecem inúmeras opções de lazer a cidade, fomentam o comércio e promovem o desenvolvimento. Na última segunda-feira (03) durante a sessão da Câmara dos Vereadores de Primavera do Leste, o presidente da Casa Estaniel Pascoal, discursou em defesa da classe, e ressaltou que inúmeros comerciantes foram notificados e no prazo de trinta dias não poderão utilizar as calçadas e vias públicas para acomodar mesas e cadeiras.

“Fui procurado por inúmeros comerciantes preocupados com a situação, esta categoria não fomenta somente o comércio, mas propiciam pontos de lazer as famílias de nosso município. Mesmo havendo legalidade, a iniciativa trará prejuízos a todos.”, destacou Pascoal.

Leia também:  Candidatos disputam prefeitura de 2 municípios neste domingo (19)

Para encontrar uma solução ao problema dos comerciantes que atualmente segundo levantamento feito pelo Centro de Atendimento Empresarial (CAE) já somam mais de 200, o presidente da Casa de Leis, se reuniu com representantes do CAE que apresentaram uma solução. “O consenso seria a criação de Box individuais onde cada comerciante seria responsável por seu espaço, atuando dentro da legalidade”, apresentou a coordenadora do CAE, Nice Vigo Coradini.

Alguns comerciantes já foram notificados, é caso de Airton Carlos do Nascimento, que trabalha no ramo a mais de oito anos, e em 23 de janeiro, foi notificado pela Secretaria Municipal de Fazenda, para que no prazo de 30 dias, suas mesas e cadeiras sejam retiradas da calçada. “Na última reunião que participei junto à fiscalização, estipularam que poderíamos utilizar apenas quatro jogos de mesa, respeitando a margem de 1,5 metros para o trânsito de pedestres. A maioria dos clientes consomem na calçada, a retirada das mesas, irá consequentemente, diminuir o movimento.”, lembra Nascimento.

Leia também:  Primavera do Leste e Mirassol D´Oeste elegem os novos prefeitos

Uma das iniciativas para buscar o consenso acontecerá na tarde de hoje (07), através de uma reunião na Câmara Municipal, com os comerciantes. “O objetivo da reunião é ouvir estes comerciantes, e em seguida buscar uma solução junto ao executivo municipal através do dialogo.”, finalizou Pascoal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.