Pouco mais da metade dos brasileiros, 53%, pretende ficar em casa para evitar novos gastos neste verão, aponta pesquisa divulgada nesta quarta-feira (5) pela Fecomércio RJ.

Ao responder o que pretendiam fazer neste verão, outros 15% disseram que vão viajar, 14% que devem trabalhar mais e 12% pretendem fazer algo na própria cidade, como levar as crianças ao parque.

De acordo com o economista da entidade Christian Travassos, o motivo de a maioria ter respondido que pretende ficar em casa coincide com os gastos extras que costumam aparecer no começo do ano, como o pagamento de impostos e as compras escolares.

Com relação aos gastos extras do início do ano, 43% dos entrevistados informaram que possuem pelo menos um tipo deles, como material e matrícula escolares, IPVA e IPTU.

Leia também:  Produção brasileira de grãos deverá crescer 21,5% em 10 anos, estima ministério

Entre os que pretendem viajar, 69% ficarão dentro do próprio estado e 29% irão para outros lugares. O gasto médio com a viagem, independentemente do destino, deverá ser de R$ 1.134.

Dívidas

O estudo aponta, ainda, que 67% dos brasileiros pretendiam quitar suas dívidas em 2013 e 27% deixariam para este ano.
Para aqueles que optaram por sanar as contas pendentes em 2014, os meios preferidos o pagamento são: cartão de crédito (45%), carnê (44%) e empréstimos bancários (12%).

A pesquisa nacional realiza mil entrevistas mensais em 70 cidades, incluindo nove regiões metropolitanas, diz a entidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.