Motivação é quando você tem um motivo para entrar em ação. Você conhece alguém que pareça desanimado, que esteja meio na inércia? Alguém que até sabe que tem que fazer alguma coisa, mas não faz? Que anda meio sem brilho nos olhos e que o que mais sabe bem é dar de ombros e responder tanto faz? Pois é, e às vezes esse alguém está tão perto, que o percebemos ao olhar no espelho.

Se pegarmos essas pistas e partirmos em direção a um diagnóstico rápido, o que temos para esse alguém, é que no mínimo esteja faltando motivação para ele. Podendo podendo até estar relacionado à depressão ou a outros problemas mais sérios – já ouvi dizer que a depressão pode ser sinal da morte das motivações!

Dizem alguns especialistas que o comportamento humano é motivacional: nossas ações são modeladas por nossa motivação. E nossas ações é que modelam a nossa vida. Às vezes a gente se arrasta, como se a vida estivesse perdendo a força, pois o que nos energiza parece não estar lá.

O que causa motivação?

Motivação é quando você tem um motivo para entrar em ação, é uma carga emocional que coloca você em movimento e ela vem em dois formatos:

Algumas vezes ela é proveniente de algo que te gere dor – e nós como seres humanos, queremos sempre nos afastar dessa dor
Outras vezes, ela vem de algo que gere prazer – algo que nós sempre buscamos
Para que você crie uma ruptura, o importante é que você tenha motivos intensos que causem um estado de inquietação, alerta ou prontidão para mudar de nível – seja por afastamento (dor) ou aproximação (prazer).

Leia também:  Sexo frequente turbina cérebro em maiores de 50 anos

Quando você tem uma combinação desses dois motivadores (dor e prazer), você tem uma combinação perfeita para a ação. E é isso o que faz você mudar de lugar. Esse movimento é que gera a ruputura para uma mudança.

Isso pode explicar um pouco do porquê começarmos a fazer determinadas coisas e não conseguirmos seguir em frente. Você não consegue seguir, pois possivelmente os seus motivos ainda não são fortes o suficiente, sua carga emocional ainda está baixa. Talvez o que você esteja sentindo não seja o bastante para tirar você daquela posição que está. Ou a chapa está esquentando numa temperatura que você ainda está aguentando ou a percepção de satisfação de onde você quer chegar ainda é bem pouca.

O que é fundamental de saber? A carga emocional é importantissima para gerar movimento em nossas vidas. As emoções são a nossa energia.

Motivação no trabalho

Se existe uma parte da vida em que as motivações aparecem mais, digo que é no trabalho, nele podemos percebê-las ainda mais presentes ou ainda mais ausentes. Afinal, é onde passamos a maior parte do nosso tempo. Quando nos levantamos da cama cedo, sabendo que vamos passar um montão de horas do dia fazendo algo que nos encha de prazer, satisfação, realização, até a pressão e o estresse valem a pena, parece que o cansaço faz sentido e a recompensa nem cabe de tão grande. Sempre temos forças para continuar.

Leia também:  5 trocas saudáveis e gostosas para o café da manhã dos diabéticos

Agora, imagine saber que vai passar horas no automático e sem razão nenhuma, com sentido aparente de só obrigação. Você vai empurrando com a barriga só até enquanto aguentar.

Bom, seja qual for o seu estado, é ele quem determinará seus resultados. Se precisamos de motivos para entrar em ação e se você ainda está parado (seja em qual cenário for), vale dar uma olhadinha nos seus motivos.

E motivação vem de dentro, por isso vai além das circunstâncias. Não adianta ficar reclamando que queria que seu apartamento, carro, corpo, trabalho ou vida fossem diferentes, se continua fazendo tudo igual! E mesmo que qualquer um desses mude, pode ser que você continue insatisfeito, depende de seus motivos.

Impulsionando seus motivos

Então, motivacao pode ser vista como um impulso. Um impulso cheio de motivos. Como daqueles que nos faz sentir vivos e sugere que estamos participando de nossas vidas.

Motivação é como um mix das palavras ?motivo? e ?ação?. Então se questione:

Pense quais são seus motivos
Reflita no que faz você entrar em ação e o que gera movimento em você
E por fim: O que de verdade deixa você motivado?
A única coisa que podemos fazer por alguém sem motivação, quando os vemos assim “meio mais ou menos”, é incentiva-los a descobrir seus próprios motivos. Não só os motivos da falta de motivação, que é o mais comum e automático de se fazer. Mas descobrir dos motivos que os fazem ficar de verdade com esse impulso de viver, de fazer acontecer, de participar.

Leia também:  Por que amêndoas ajudam no controle do colesterol

Lembre-se: Se a motivação está baixa é porque seus motivos ainda estão fracos ou estão escondidos. Seus sentimentos precisam de mais intensidade e suas emoções são a sua energia. O seu estado emocional, determina o seu resultado.

Você quer uma vida melhor (prazer) e/ou não aguenta mais a que você está vivendo (dor)? Escute seus motivos. A ciência afirma que a motivação explica muitos fenômenos do comportamento. Preste atenção em seus comportamentos. Nunca deixe isso pra lá: Suas ações e reações estão diretamente ligadas aos seus motivos.

E atenção! Às vezes a gente generaliza e diz que tudo em nossas vidas está ruim, mas me arrisco a dizer que a gente se pega muito mais no que falta. Estou falando sobre isso, pois quero deixar claro também que podemos nos sentir desmotivados em apenas algumas partes e áreas de nossas vidas, por que é só naquele departamento em que os motivos podem não estar tão fortes.

Por fim, descubra mais sobre os seus motivos, eles vão deixar você mais forte.

Foto: Divulgação/Internet
Foto: Divulgação/Internet
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.