Nesta semana, o “Bild”, principal jornal alemão publicou que Michael Schumacher – há um mês e meio em coma no Hospital de Grenoble (França) em razão de um acidente de esqui – teria contraído uma pneumonia, o que gerou grande apreensão mundial em razão das possíveis graves consequências que a doença pode provocar em um paciente com o quadro do heptacamepão. Depois de se recusar a falar sobre a veracidade ou não do assunto ao dizer que “não comenta especulações”, a porta-voz do ex-piloto, Sabine Kehm, divulgou um comunicado em nome da família.

Na nota, os familiares agradecem aos fãs do ex-piloto “pela contínua simpatia proveniente de todo o mundo”. Além disso, sem citar a possível infecção pulmonar, o comunicado afirma que Michael segue em processo de retirada do coma, após especulações sugerirem que o procedimento poderia ter sido interrompido em razão do tratamento da pneumonia. No entanto, admite que em casos como esse, “nenhum dia é igual ao outro”, mas afirma que só comunicará “informações decisivas” sobre o estado de saúde do paciente. O último comunicado oficial havia sido divulgado no dia 30 de janeiro.

Leia também:  União tem desafio diante do Luverdense em Lucas

A família voltou a pedir privacidade, reforçou sua confiança na equipe médica e, por fim, ressaltou que, diferentemente de toda a carreira de Schumacher nas pistas, dessa vez “o importante não é a velocidade da recuperação, mas que o processo de cura progrida de forma contínua e controlada”.

Schumacher está internado no Hospital de Grenoble desde o dia 29 de dezembro de 2013 após chocar a cabeça em um acidente de esqui na estação de Méribel, sudeste da França. No fim de janeiro, os médicos confirmaram que iniciaram o procedimento de diminuição da sedação para retirar gradualmente o alemão do coma. Schumi tem a companhia diária da esposa Corinna e dos filhos Mick e Gina em sua luta pela vida. Segundo a imprensa internacional, os familiares buscam falar com o ex-piloto para estimulá-lo a despertar.

Leia também:  União tem estreia contra o Dom Bosco confirmada

Confira o comunicado na íntegra:

“A família de Michael gostaria de expressar sinceros agradecimentos pela contínua simpatia proveniente de todo o mundo. Os bons votos que recebemos ajudam a família e estamos convencidos de que também ajudam a Michael, que ainda está em processo de acordar.

Como muitas vezes, em tal situação, nenhum dia é igual ao outro. A família agradece a compreensão pelo desejo de que não sejam divulgados detalhes médicos, a fim de proteger a privacidade de Michael. Como assegurado desde o início, vamos continuar a comunicar qualquer nova informação decisiva sobre o estado de saúde de Michael. Estamos conscientes de que a fase de despertar pode levar um longo tempo.

Leia também:  Eurico Miranda é afastado da presidência do Vasco por ser acusado de apoiar vandalismo de torcida

A família continua a acreditar fortemente na recuperação de Michael e coloca toda sua confiança nos médicos, enfermeiros e auxiliares. O importante não é a velocidade da recuperação de Michael, mas que o processo de cura progrida de forma contínua e controlada.”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.