O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que calcula a inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, ficou em 0,71% em janeiro deste ano, taxa superior ao 0,56% registrado em dezembro de 2013. No entanto, a taxa ficou abaixo da medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que registra a inflação para todas as classes de renda e que ficou em 0,99% em janeiro.

O dado foi divulgado hoje (5) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado de janeiro, o IPC-C1 acumula alta de 4,7% nos últimos 12 meses, abaixo do observado pelo IPC-BR (5,61%).

A alta da taxa foi provocada por aumentos na inflação de cinco grupos de despesas como despesas diversas (que passou de 0,48% em dezembro para 3,8% em janeiro), educação, leitura e recreação (de 0,45% para 2,99%), habitação (de 0,54% para 0,56%) e comunicação (de -0,02% para 0,13%).

Leia também:  BNDES abre linha de crédito para pequenas empresas atuarem na China

Os alimentos também tiveram alta, já que sua taxa de inflação subiu de 0,71% em dezembro para 0,8% em janeiro. Por outro lado, três grupos de despesa tiveram queda na taxa: vestuário (de 0,52% para -0,28%), transportes (de 0,67% para 0,30%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,37% para 0,24%).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.