Os jurados responsáveis por julgar as lutas do Ultimate estão tendo cada vez mais trabalho em 2014. O número de combates que terminam por pontos cresceu quase 20 pontos porcentuais. O de nocautes caiu mais de dez pontos, enquanto apenas 11,8% dos duelos foram decididos por finalização.

No ano passado, o UFC teve ao todo 386 lutas, e 181 delas terminaram por pontos. O número representa 46,9% do total. Em 2014, 68 combates foram disputados, e nada menos do que 44 foram parar nas mãos dos jurados, o que dá uma porcentagem de 64,7%. O aumento é de 17,8 pontos porcentuais.

As finalizações estão cada vez mais raras. Em 2014, praticamente dez lutas precisam ser disputadas para que uma termine desta maneira. Foram apenas oito neste ano – 11,8% do total. Em 2013, foram 70 (18,1%).

Leia também:  Frio da Rússia não detém a seleção brasileira que venceu por 3 á 0

Para se ter uma ideia dessa queda, nas últimas 39 lutas do Ultimate, somente Charles do Bronx conseguiu vencer por finalização. Ele usou um triângulo para obrigar Andy Ogle a desistir do combate no UFC: Machida x Mousasi, dia 15 de fevereiro, em Jaraguá do Sul-SC.

Mas foram os nocautes que mais perderam espaço na principal organização de MMA do mundo. A porcentagem caiu de 33,2% em 2013 para 22% em 2014. Neste ano, já com praticamente o segundo mês encerrado, apenas 15 foram conquistados no octógono, enquanto no ano passado o total foi de 128. Um alento é que o UFC 170 foi relativamente melhor do que os eventos anteriores, e cinco atletas venceram por nocaute.

Leia também:  Suécia faz gol de pênalti marcado por árbitro de vídeo e vence a Coreia do Sul por 1 a 0

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.