Reunião aconteceu ontem em um hotel da Capital - Foto: AGORA MT
Reunião aconteceu ontem em um hotel da Capital – Foto: AGORA MT

Apesar do que se anda dizendo por ai de que o juiz federal Julier Sebastião da Silva, sem partido, seria o único capaz de encarar o senador Pedro Taques (PDT) nas urnas, o seu nome não é de consenso entre o grupo dos nove para ser o candidato ao governo do Estado. Essa rejeição pode ser percebida durante o 3º encontro do grupo que aconteceu ontem (24) em Cuiabá.

Na ocasião também foi falado sobre uma possível mudança por parte de Blairo Maggi (PR). O deputado federal e presidente do PMDB em Mato Grosso, Carlos Bezerra, afirmou que já foi cobrada uma postura decisiva de Maggi para saber se ele irá ou não ao embate de 2014, porém o republicano deve reavaliar a sua decisão e anunciar sua escolha definitiva após o Carnaval.

Leia também:  Senado retira exigência de placa vermelha para Uber

O PT também recebeu um ultimato para definir quem realmente será o pré-candidato pela sigla, se será o ex-vereador Lúdio Cabral ou o Juiz Julier. Para Lúdio isso realmente é preciso, já que ele defendeu na reunião de que os partidos coloquem as pré-campanhas nas ruas. “O grupo precisa sair em caravana pelo Estado, mesmo porque a oposição já está fazendo isso há algum tempo”, diz.

Em relação a sua pré-candidatura, Lúdio se diz tranquilo quanto à possibilidade de Julier se filiar à legenda. Ele contou que o PT elaborou uma resolução em que seu nome aparece em igual prioridade ao do juiz quando se trata de uma candidatura ao governo de Mato Grosso.

Leia também:  Vereador Thiago Silva defende revisão da taxa de coleta do lixo e aplicação de tarifa social

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.