Mato Grosso colheu até a última semana 36,4% da área total de soja, o que representa três milhões de hectares de lavouras. O clima favorável proporcionou uma grande evolução na retirada de grãos ultrapassando, por mais uma semana consecutiva, os números da safra passada no mesmo período.

Os produtores do estado já disponibilizam para o mercado 9,8 milhões de toneladas de soja referentes à safra 2013/2014. O resultado é puxado pela produtividade média de 54,2 sacas por hectare que vem se mantendo durante a colheita, e que fez o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) elevar a expectativa de produção por hectare para esta safra de 51 sc/ha, no início do plantio, para 54 sc/ha.

Leia também:  MPE pede e Justiça condena ex-vereador e ex-secretário de Saúde de Curvelândia

Segundo dados do Imea, nesta semana os produtores passaram as máquinas, diariamente, por 173,3 mil hectares de lavouras, injetando mais de meio milhão (0,57) de toneladas de soja no mercado por dia. A evolução semanal de colheita foi de 14,6 pontos percentuais, número mais uma vez, maior que mesmo período da safra passada.

As regiões Norte e Oeste do estado continuam sendo aquelas com a colheita mais adiantada com 41,39% e 40,90% das áreas, respectivamente. Também são as regiões onde o milho segunda safra tem uma semeadura mais avançada com 50% e 51%.

Além do clima favorável, o grande volume colhido e a retirada mais adiantada dos grãos também são debitarias dos investimentos em tecnologia. “O produtor está cada vez mais se aperfeiçoando, seja na gestão, seja nos maquinários, e aumentando consequentemente a eficiência dentro das propriedades”, pontua o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas.

Leia também:  Saúde foca em realização de novo concurso
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.