Nando Reis - Foto: reprodução
Nando Reis – Foto: reprodução

Ele é um ícone do rock nacional, da composição autoral. Nando Reis , acompanhado da banda Os Infernais, apresenta sua musicalidade em Cuiabá, na noite desta sexta-feira, dia 21, no Centro de Evento do Pantanal, integrando o evento ‘The Latin and Rock Festival’, realizado por Mário Zeferino Produções, em parceria com a Gastro Irish Pub O’Conells e o El Pancho. A noite conta ainda com o talento de Biquini Cavadão e Yegor Gomez.

No repertório de Nando, sucessos como “De Janeiro a Janeiro”, “Por Onde Andei”, “Luz dos Olhos”, entre tantos outros, além das canções do CD ‘Sei’. O ex-baixista do Titãs promete fazer um show repleto de emoção. Começou sua carreira artística no grupo musical Titãs onde ficou de 1982 até 2002. Paralelamente aos Titãs iniciou sua carreira solo, gravando o primeiro trabalho em 1995.

Um dos maiores compositores da sua geração, Nando é autor de músicas como “Diariamente”, que ficou famosa na voz de Marisa Monte. São dele também “All Star”, “O Segundo Sol” e “Relicário”, gravadas por Cássia Eller, além de “Resposta” e “É Uma Partida de Futebol”, em parceria com o grupo mineiro Skank.

Lançou o primeiro CD, “12 de Janeiro”, em 1995. Mais recentemente, ao lado da banda Os Infernais, emplacou sucessos como “Por Onde Andei”. Em Drês, oitavo álbum-solo, de 2009, gravou “Pra Você Guardei o Amor”, com a participação da cantora Ana Cañas, além de constantemente emplacar sucessos nas trilhas sonoras de novelas da Globo.

Leia também:  Maria Rita festeja 15 anos de carreira e 40 de vida com gravação de show

Nando é um dos dez compositores que mais arrecadou direitos autorais no país em 2012. Divide a liderança com Roberto Carlos e sertanejos como Sorocaba e Paula Fernandes. “Eu tenho uma forma tradicional de fazer música. Componho com um violão, papel e caneta e um gravador. Gosto de melodia”, pontuou Nando. E é justamente essas canções que fazem parte da trilha sonora da vida dos fãs que o produtor Mario Zeferino acredita que irão provocar emoções. “Nando Reis é um artista fantástico, com lindas canções e uma legião de admiradores. Será um show pra se cantar junto”, comentou Zeferino, que assinará nos próximos meses shows de Fagner, Festival Itaipava e Lulu Santos, em Cuiabá.

Para os apaixonados pelos anos 80, sem timidez ou tédio o grupo Biquini Cavadão, liderado por Bruno Rosa, faz seu sexto show na Capital, apresentando seu mais recente trabalho: ‘Roda Gigante’, elaborado com canções inéditas, e claro, os grandes clássicos da carreira.

Leia também:  Fã joga objeto em Justin Bieber após cantor se recusar a cantar 'Despacito'

Em 1983, três amigos: Bruno, Álvaro e Miguel decidiram tocar, junto com mais alguns amigos, num sarau, uma espécie de festival de música. Com o sucesso de sua apresentação, eles decidiram fazer daquela ousadia um hábito. Após muitas formações, receberam do amigo Herbert Vianna a sugestão do nome “Biquini Cavadão”. Bruno passou apenas a cantar, Miguel assumiu totalmente o teclado e Alvaro foi novamente chamado para o grupo, desta vez tocando bateria, ao invés de violão.

Após vários meses fizeram Tédio, e esta música foi o chamariz para que Carlos Beni (ex-Kid Abelha) insistisse em gravá-los. O sucesso da demo, os levou à Polygram para gravar um compacto no começo de 85.

Faltava um guitarrista: Carlos Coelho apareceu logo após o segundo show profissional realizado pela banda. No meio de 85, lançam um Mix com “Tédio” (remix) e “No mundo da Lua”, que também chega às paradas de sucesso. No final daquele ano eles gravam o primeiro lp: “Cidades em Torrente”. Além dos dois hits iniciais, eles ainda emplacam “Timidez”, “Inseguro de Vida” e “Múmias”. O disco chega a atingir a marca de 60 mil cópias vendidas em fevereiro de 86. São eleitos a revelação de 85 e excursionam por quase todo o país. Em 92, “Impossível” e “Vento Ventania” arrancam o LP para as 70 mil cópias.

Leia também:  'Existe a dupla Zé Neto e Cristiano antes e depois da música 'Seu Polícia''

Na Internet, Bruno assinou diversos textos sobre a escalada dos arquivos MP3 e tornou o Biquini um dos mais antenados grupos. Pioneiros, os Biquinis se tornaram a primeira banda a disponibilizar, com o auxílio de uma webcam, todas as etapas de um processo de gravação via Internet, além de incluir um diário de bordo contendo inclusive arquivos MP3 e fotos tiradas no estúdio.

‘The Latin and Rock Festival’ conta também com o música latina do cantor Yegor Gomez, numa pegada mais leve e romântica. Conhecido como ‘Bandolero’, está à frente da banda Capim Cubano desde 2005, possuindo na bagagem três DVDs gravados e cinco CDs, sendo o terceiro DVD um dos mais importantes.

Por ser um apaixonado pelos ritmos latinos e pela contagiante batida pop, ingressou na banda Cotxabamba em 2003. Em 2013 voltou a carreira solo e lançou o CD ‘Rosa de Fogo’ onde se propôs a passear pelo diferentes ritmos da música brasileira tendo, simplesmente seu gosto pessoal para escolher o repertório dançante.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.