A Receita Federal espera crescimento de um milhão na massa de contribuintes que devem prestar declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) neste ano. O número de pessoas que prestarão as informações ao governo a partir de 6 de março deverá ser de 27 milhões, ante 26 milhões em 2013.

Esse crescimento, de acordo com o secretário da Receita, Carlos Alberto Barreto, acontecerá por causa do avanço da “massa salarial, renda, entre outros”. “Tudo isso contribui para que número de contribuintes aumente a cada ano”, completou Barreto após ser questionado se esse aumento não estaria ligado a correção da tabela do Imposto de Renda inferior a inflação.

Leia também:  Preço da gasolina sobe para R$4,11 nos postos de Rondonópolis

O secretário aproveitou a coletiva para divulgar as novidades estabelecidas pela Receita para este ano. De acordo com ele, o destaque é a possibilidade de utilizar a declaração pré-preenchida.

A funcionalidade utilizará os dados fornecidos pelo empregador, sendo necessário ao contribuinte apenas conferir os dados, em vez de fornecê-los como tradicionalmente é feito. Mas o benefício estará disponível apenas para uma pequena parcela da população, visto que é necessário ter uma certificação digital para poder utilizar essa modalidade de preenchimento.

“Vamos aperfeiçoar a cada ano [o pré-preenchimento]. Está em estudo, no futuro, usar outros meios de identificar o contribuinte digitalmente”, disse Barreto.

Além disso, o secretário destacou a possibilidade de transmitir os dados por tablets ou smartphones. No ano passado, 7 mil contribuintes utilizaram esses aparelhos para declarar o Imposto de Renda, mas a Receita espera que esse número aumente em 2014.

Leia também:  Salário mínimo tem queda de R$ 10 em 2018
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.