Major Gaspareto- Foto: Reprodução
Major Gaspareto- Foto: Reprodução

A Polícia Judiciária Civil (PJC) esclarece que ainda não tem linha definida e não descarta nenhuma hipótese para o assassinato do major da Polícia Militar, Claudemir Gaspareto,  52 anos, ocorrido na noite de terça-feira (18), no bairro Planalto Ipiranga, em Várzea Grande. O caso é investigado pela delegada da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa, Sílvia Pauluzi, que mantém equipes em diligências desde o fato.

A Polícia Civil também não confirma ligação com a morte de um usuário de droga, encontrado na madrugada desta quarta-feira (19), no bairro Da Manga, em Várzea Grande, e não há informações periciais que apontem o calibre da arma usada nesse crime.

As investigações da morte do major também não têm ainda elementos que apontem a autoria do crime e nem o sexo do condutor do veículo usado e os demais comparsas. Até o momento trata-se apenas de três pessoas em uma Eco Sport vermelha.

Leia também:  Acusado de matar ex-mulher e enteada, é reconhecido e agredido por populares em MT

O major teve o carro, um Voyage, interceptado quando saia da garagem de sua residência, na noite de terça-feira (18), por três pessoas, em uma EcoSport vermelha, que colidiu levemente na traseira do  veículo. Em seguida dois bandidos desceram e efetuaram quatro disparos contra o carro, sendo que dois  atingiram a vítima. Na sequência, os bandidos fugiram e a vítima foi socorrida pelos familiares que o levaram até o Pronto Socorro de Várzea Grande, onde foi a óbito.

Na manhã desta quarta-feira, um veículo Eco Sport vermelho, com as mesmas características do carro utilizado pelos bandidos no crime, foi localizado abandonado em uma região de cascalheira, no bairro São Simão, em Várzea Grande. O carro estava com as portas abertas e foi encaminhado para realização de perícia, na tentativa de coletar impressões digitais e outros vestígios do crime.

Leia também:  Mulher morre e homem é baleado após discussão em Pedra Preta

O veículo, Eco Sport, tem registro de roubo ocorrido na segunda-feira (17), na região do Porto, em Cuiabá.

Os policiais a DHPP buscam por imagens da localidade do crime para ajudar na investigação, entre outras diligências realizadas.  Informações oficiais serão repassadas quando a Polícia Civil tiver o caso esclarecido com autoria definida e motivação para o crime.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.