Depois de um tempo alheio às articulações da base aliada do governador Silval Barbosa, o senador Blairo Maggi deixou as discussões de apoio a Pedro Taques e deve participar da reunião do grupo dos 9 partidos (PMDB, PR, PT, PSD, PP, PC do B, Pros e PRB), no dia 24 de fevereiro.

De cara ele avaliou que não concorda com Lúdio Cabral como o candidato a governo do grupo. O petista não teria experiência suficiente para encarar o executivo estadual e Lúdio não teria densidade eleitoral para conquistar o interior do Estado.

Bezerra e Riva teriam ouvido o relato do senador e levado em consideração a opinião dele, mas o martelo sobre o candidato do grupo será batido em comum acordo pelo grupo da base aliada.

Leia também:  Vereador quer multar quem passa trote
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.