O vereador Reginaldo Santos - Foto: assessoria
O vereador Reginaldo Santos – Foto: assessoria

 

Com a grande maioria dos usuários da rede pública de saúde concentrada na população de baixa renda da cidade, o vereador Reginaldo Santos (PPS) protocolou nesta semana um indicativo que já inclusive foi protocolado na Secretaria de Transporte e Trânsito – Setrat e na empresa Cidade de Pedra para a criação de uma nova linha de ônibus social em Rondonópolis. O itinerário defendido pelo parlamentar sairia dos pontos centrais do Município, de onde vêm os passageiros de todas as regiões, para desembocar nas principais unidades de saúde de Rondonópolis.

O vereador argumentou na sessão desta quarta-feira (19) que a criação da nova linha será uma maneira de expandir uma proposta de trabalho da gestão atual. “O prefeito Percival desde o início do seu mandato tem prezado por iniciativas de humanização no setor da saúde e creio que este indicativo está dentro disso. A não ser que for um caso de extrema urgência, quando a ambulância vai buscar, o cidadão que mora no bairro pode ter que encarar uma enorme jornada se precisar ir até o P.A. ou então ter de gastar uma quantia razoável, dependendo da situação específica. Quero que o cidadão seja realmente amparado desde a saída de sua casa até receber o atendimento na unidade”, falou.

Leia também:  Comissão inicia debates sobre PEC do Teto dos Gastos

A ideia do vereador se solidifica no fato de que um eventual acordo entre Município e Cidade de Pedra não seria oneroso para nenhuma das partes. “Eu não tenho dúvida nenhuma que esta decisão possibilitará uma maior organização nas outras linhas, que ficariam desafogadas (…) Quanto a viabilidade, vai ser criada agora uma linha especial para o Carnaval. A minha ideia é ter como ponto de partida os mesmos locais de onde sairão os ônibus: o terminal da Marechal Rondon, passando pela Praça dos Carreiros e Antiga Rodoviária, mas ao invés de ir ao Antigo Aeroporto, seria feito um tour pela Santa Casa, Regional, Central de Regulação, Ceadas, P.A. adulto e infantil, Laboratório Central, Nilmo Júnior e outras unidades de referência”, disse.

Leia também:  Thiago Muniz comemora derrubada do IPTU “População não suporta mais aumento de impostos”

Reginaldo ainda acrescenta que o trabalhador da área da saúde seria outro beneficiado com a ideia. “O enfermeiro, a faxineira, a recepcionista, a secretária e todos os outros que atuam não só no P.A. e no Regional, mas no Laboratório Central e na própria Secretaria de Saúde, poderiam fazer uso desta linha e economizar seu dinheiro. Ou seja, isto também seria uma forma de incentivar o uso do ônibus e garantir um trânsito com um pouco menos de carros e motos nas ruas”, concluiu o socialista.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.