Para atender as necessidades do município, a Prefeitura de Barra do Bugres iniciou em 2013 o processo de renovação da frota de veículos, adquirindo Fiestas, Kombis, entre outros, pagando com recursos próprios. Nos primeiros 14 meses de administração, 32 veículos e máquinas foram incorporados à frota, nos próximos dias chegam mais nove.

Ainda, por meio de autorização do Legislativo, o poder Executivo realizou o processo licitatório de contrato de locação de veículos e máquinas com cláusula de doação ao final dos pagamentos, conforme a Lei Municipal 2.050/2013.

O município recebeu parte dos veículos e do maquinário no ano passado e novos carros chegaram no começo de fevereiro de 2014. As demais unidades constantes no contrato de licitação, referentes à Lei Municipal 2.050/2013 têm previsão de ser entregues ao município nos próximos dias.

Os recursos para a reestruturação da frota são oriundos de receitas como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), taxas municipais e leilões de bens inservíveis, sucatas e veículos obsoletos.

A renovação da frota se fez necessária em virtude da escassez de veículos para atender as necessidades da administração, das secretarias e departamentos, principalmente durante a realização das atividades desenvolvidas pelas equipes na zona rural, e devido ao estado de conservação dos carros e maquinários até então existentes. “A última vez que a Prefeitura reestruturou a frota com a compra de carros pequenos, caminhões, maquinários e ônibus escolares foi entre os anos de 2005 e 2008”, salienta o secretário de Governo, Arthur José Franco Pereira.

Leia também:  Trabalhadores da assistência social aprovam Programa Pró-Família

Para que a administração possa desenvolver trabalhos em benefício da população é preciso que os equipamentos estejam em condições adequadas de uso e ofereçam segurança para os funcionários.

A renovação da frota da Prefeitura está ocorrendo por necessidade, já que o município não tinha veículos suficientes para executar os trabalhos e os poucos que tinham estavam sucateados. “A reforma dos carros remanescentes não compensava o custo benefício. Precisávamos comprar carros novos com urgência porque havia a necessidade de atender a demanda de serviços e o pedido de funcionários receosos com a falta de segurança para trafegar com os poucos veículos que faziam parte da frota”, observa o secretário de Governo.

Renovação da frota atende necessidades do município de Barra do Bugres

 

Em 14 meses, a Prefeitura de Barra do Bugres incorporou à sua frota 32 veículos e máquinas, mais nove chegam nos próximos dias

 

Texto: Vanelirte Moretto/Assecom

Fotos: Marcos Parada/Nilson Guedes/Arquivo Assecom

 

Para atender as necessidades do município, a Prefeitura de Barra do Bugres iniciou em 2013 o processo de renovação da frota de veículos, adquirindo Fiestas, Kombis, entre outros, pagando com recursos próprios. Nos primeiros 14 meses de administração, 32 veículos e máquinas foram incorporados à frota, nos próximos dias chegam mais nove.

Ainda, por meio de autorização do Legislativo, o poder Executivo realizou o processo licitatório de contrato de locação de veículos e máquinas com cláusula de doação ao final dos pagamentos, conforme a Lei Municipal 2.050/2013.

O município recebeu parte dos veículos e do maquinário no ano passado e novos carros chegaram no começo de fevereiro de 2014. As demais unidades constantes no contrato de licitação, referentes à Lei Municipal 2.050/2013 têm previsão de ser entregues ao município nos próximos dias.

Os recursos para a reestruturação da frota são oriundos de receitas como o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), taxas municipais e leilões de bens inservíveis, sucatas e veículos obsoletos.

A renovação da frota se fez necessária em virtude da escassez de veículos para atender as necessidades da administração, das secretarias e departamentos, principalmente durante a realização das atividades desenvolvidas pelas equipes na zona rural, e devido ao estado de conservação dos carros e maquinários até então existentes. “A última vez que a Prefeitura reestruturou a frota com a compra de carros pequenos, caminhões, maquinários e ônibus escolares foi entre os anos de 2005 e 2008”, salienta o secretário de Governo, Arthur José Franco Pereira.

Para que a administração possa desenvolver trabalhos em benefício da população é preciso que os equipamentos estejam em condições adequadas de uso e ofereçam segurança para os funcionários.

A renovação da frota da Prefeitura está ocorrendo por necessidade, já que o município não tinha veículos suficientes para executar os trabalhos e os poucos que tinham estavam sucateados. “A reforma dos carros remanescentes não compensava o custo benefício. Precisávamos comprar carros novos com urgência porque havia a necessidade de atender a demanda de serviços e o pedido de funcionários receosos com a falta de segurança para trafegar com os poucos veículos que faziam parte da frota”, observa o secretário de Governo.

Leia também:  Antônio Galvan é o novo presidente da Aprosoja

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.