Ao menos 35 ônibus foram incendiados desde o início do ano na cidade de São Paulo. Desta vez, um grupo incendiou um ônibus na avenida Senador Vitorino Freire, na região de Cidade Ademar, zona sul de São Paulo, por volta da 0h deste domingo. Não houve feridos nem presos.

As ações nos ataques aos ônibus são semelhantes. Um grupo para o coletivo, obriga todos a desembarcarem, joga combustível e ateia fogo.

Na madrugada de sábado (1), outro coletivo foi incendiado na avenida Ângelo Cristianini, na mesma região do ataque de hoje. O coletivo ficou totalmente destruído. Não houve feridos.

Segundo a Polícia Militar, nenhum suspeito do ataque ao ônibus foi preso.

Leia também:  PF encontra dinheiro em apartamento do ex-ministro Geddel

Com 35 ônibus incendiados desde o início do ano, 33 deles somente no mês de janeiro, a SPTrans aponta que o número é maior do que o registrado durante todo o primeiro semestre de 2013, quando ocorreram 21 ataques desse tipo.

Além dos dados contabilizados pela SPTrans, há ainda mais sete coletivos da EMTU (que atende a região metropolitana) incendiados neste mês de janeiro. Segundo o órgão, foram seis em cidades da região metropolitana e um na capital paulista.

A Secretaria da Segurança Pública afirmou que “todos os casos de ônibus queimados estão sendo investigados pela Polícia Civil, com o firme objetivo de prender os responsáveis. Além disso, a Polícia Militar mantém o policiamento preventivo e ostensivo para combater o problema.”

Leia também:  Advogado se entrega em delegacia e alega estar sob efeitos de drogas quando matou companheira
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.