O Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes, referência na região Sul de Mato Grosso, já teve seus anos de glórias com megaeventos ou jogos inesquecíveis, mas hoje desportistas locais consideram a situação do estádio como uma das piores fases desde sua inauguração no ano de 2000, já que o prédio que tem capacidade para 19 mil pessoas oferece risco de vida a imprensa e aos torcedores.

Em visita ao Caldeirão, não foi difícil a equipe de reportagem do Site AGORA MT encontrar vários problemas, como na infraestrutura e na limpeza. Algumas cabines de imprensa não possuem cadeiras e as que têm estão sucateadas, a fiação elétrica e internet estão à base de ‘gambiarras’, as paredes estão todas descascadas, o teto está com infiltração e em alguns lugares o forro já ruiu. No caso de incêndio, os extintores podem não funcionar, haja vista que estão vencidos.

Leia também:  Dia Especial | Hemocentro abre as portas para receber doação de sangue neste sábado

Outro ponto que também chama a atenção é a questão da limpeza, o banheiro é a parte mais crítica, com vazamentos que propíciam à criação de bactérias que podem fazer mal a saúde.

A Prefeitura Municipal de Rondonópolis chegou a anunciar no fim do ano passado que iria colocar a cobertura sobre as cabines de imprensa e o setor das cadeiras. O custo da obra seria em torno de 900 mil, mas até agora o benefício não saiu do papel.

O torcedor Jurandir Pereira de Souza, tesoureiro da Torcida União Fanática (TUF), argumentou que a má condição da estrutura, faz com que as pessoas deixem de acompanhar os jogos.

“As pessoas quando saem de suas casas para lazer querem comodidade o que não acontece no Luthero. Antigamente, quando os jogos davam pouco público, era 3 mil pessoas. No último clássico, entre dois times locais, os pagantes não passaram de 900 pessoas. Isso não pode acontecer”, lamenta o torcedor que junto com o grupo já tentou marcar uma reunião com o prefeito Percival Muniz, mas não foi atendido.

 

Leia também:  Entidades vão definir obras com a municipalidade

REAÇÃO

De acordo com a assessoria da prefeitura a cobertura do Estádio Municipal Engenheiro Luthero Lopes será feita após um novo projeto e não mais o que estava em andamento no fim de 2013.

Segundo informações do secretário de Infraestrutura, Melquíades Neto, o Tribunal de Contas do Estado detectou um problema no projeto e solicitou uma revisão. O recurso de R$ 498 mil do Governo do Estado, vindos por emenda do deputado estadual Hermínio Barreto continuam garantidos, mas ficará à disposição do Estado até que o novo projeto e a nova licitação sejam elaborados.

Quanto ao sucateamento do local, a assessoria disse que reformas não fazem parte do mesmo projeto, mas não está descartada a possibilidade de acontecerem.

Leia também:  Gás tem reajuste de quase 13% e consumidor deve pagar R$ 95 em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.