Líder do grupo B com 12 pontos, o Luverdense busca a mistura do talento do jogador brasileiro com a disciplina tática do futebol europeu. Esse é o trabalho implantado pelo treinador Júnior Rocha no Verdão do Norte e, que tem dado certo até aqui. Além do acesso à Série B do Campeonato Brasileiro, o time venceu quatro dos cinco jogos que disputou no Campeonato Mato-grossense.

A equipe volta a campo neste domingo, contra o Mato Grosso, no Estádio Passo das Emas.

– Sou perfeccionista e me inspiro em grandes treinadores que também fazem isso. O talento do brasileiro com a improvisação e DNA de bom jogador, aliado a disciplina tática europeia é sinônimo de um time organizado. É isso que buscamos no Luverdense. O Felipão faz isso na seleção, o Tite fazia no Corinthians. Com essas duas vertentes juntas, o trabalho será correspondido – disse Rocha ao site oficial do clube.

Leia também:  MT fatura ouro e prata na luta olímpica dos Jogos Escolares

Para ele, mesmo um time sendo fraco tecnicamente, mas com disciplina tática, pode fazer frente a qualquer time do mundo.

– Uma equipe organizada não vai perder para uma desorganizada. É difícil isso acontecer. Um exemplo foram nossos jogos contra o Corinthians, na Copa do Brasil. Foram bem equilibrados, que terminou em uma diferença de apenas um gol.

No Luverdense, esse conjunto de fatores tem agradado o treinador.

– Hoje fazemos sucesso por todo um contexto que passa por todos os setores. Os atletas tem entendido essa filosofia do clube e temos tudo para continuar a boa fase. Só depende da gente.

O Luverdense recebe o Mato Grosso, neste domingo, no Estádio Passo das Emas, às 16h.

Leia também:  Diretoria do União deve apresentar equipe dia 14
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.