No trio elétrico, no bloco de rua, nos clubes ou no sambódromo, não importa o lugar, onde há carnaval há uma multidão fazendo coro para a trilha da folia. Essas e tantas outras situações típicas do carnaval podem prejudicar – e muito – a nossa voz. Segundo a fonoaudióloga empresarial Ana Elisa Moreira, diretora executiva da consultoria Univoz, abusar mesmo que em apenas um dos dias de festa já pode desencadear problemas como rouquidão e perda de voz.

Os excessos ou o mal uso vocal – falar muito e muito alto, gritar e forçar a voz – podem sobrecarregar as cordas vocais, desencadeando um inchaço, causando rouquidão, alteração na qualidade da voz ou perda dela por alguns dias. “A corda vocal incha, perde a mobilidade e fica impedida de vibrar e produzir a voz”, conta Ana Elisa.

Fique atento as nossas dicas e veja como não perder a voz mesmo festejando em ambientes e ruas com muito barulho.
Hidrate-se
Beber água é importante não só para manter nosso corpo funcionando a todo o vapor durante a folia, mas também é essencial para a saúde da nossa voz. Segundo a fonoaudióloga Ana Elisa, quando as cordas vocais não estão hidratadas elas encostam uma na outra ao vibrarem para produzir a fala, e isso gera um atrito que vai prejudicar o movimento das cordas vocais e consequentemente a fala.
Conversa sem esforço
A fonoaudióloga Ana Elisa explica que para não prejudicarmos a nossa fala é importante não forçá-la. “Conversar próximo da pessoa, cantar sem elevar o volume da voz e não fazer esforço para falar ou cantar são atitudes que salvam a sua voz no carnaval”, conta.

Leia também:  Azeite só faz bem na salada?

Caso você exagere logo no primeiro dia de festa, experimente passar o dia seguinte sem falar alto ou forçar a voz, para descansar as cordas vocais e evitar a rouquidão. “Outra opção é aproveitar todas as noites de festa e guardar as manhãs e tardes para descansar, aproveitando assim todos os dias do feriado”, completa a fonoaudióloga.
Exercícios vocais
A fonoaudióloga Marisa Rosa, especialista em Linguagem e Fala pela PUC Campinas, afirma que existem alguns exercícios que podem ser feitos em casa para ajudar a conservar a voz no carnaval. São eles:

– Beber de sete a oito copos de água por dia, engolindo devagar
– Controlar a vontade de pigarrear
– Vibração dos lábios (bbrrr…)
– Vibração da língua ( ttrrr…)
– Mastigar o ar (mnhaam, mnhaam…)
– Inspirar e provocar um bocejo, sonorizando-o com uma vogal aberta.
Cuidado com o álcool
O consumo excessivo de bebidas alcoólicas é capaz de prejudicar as suas cordas vocais, como também o seu corpo inteiro, facilitando a rouquidão e tantas outras complicações decorrentes do abuso da substância (Confira como cada parte do seu corpo sofre com o excesso de álcool). “A ingestão de álcool irá desidratar as cordas vocais, causando o atrito já citado que levará ao inchaço e a rouquidão”, explica Ana Elisa.
Evite bebidas muito geladas
Pode parecer uma recomendação muito difícil para se seguir durante o calor do carnaval, mas o choque térmico causado pela bebida gelada em contato com nosso corpo muito quente afeta diretamente as nossas cordas vocais, deixando-as irritadas. “É importante também ter consciência do que é muito gelado ou não, pois cada pessoa tem uma sensibilidade diferente?, afirma Ana Elisa, que completa dizendo que as pessoas mais sensíveis a bebidas geladas – que sentem dores na boca e garganta sempre que tomam algo gelado, como se fossem pequenos “choques” – tendem a sofrer irritações mais facilmente e devem tomar cuidados redobrados no feriado.

Leia também:  Saúde | Conheça os sintomas e precauções contra a artrite

Não resistiu e vai beber um copo d’água ou uma latinha de cerveja super gelada? Retenha os primeiros goles na boca por um tempo, para que seu corpo de acostume a temperatura baixa e não entre em choque térmico. “Se o líquido descer muito gelado para as cordas vocais de hora para a outra, vai irritar a garganta”, declara Ana Elisa.
Só comidas leves
Quando o que comemos é de difícil digestão – como carnes e alimentos apimentados ou em conserva – nosso estômago precisa fabricar uma quantidade maior de sucos gástricos para digerir completamente o alimento. Esse ácido gástrico em excesso pode alcançar as regiões mais altas do nosso sistema digestório, causando o chamado refluxo.

Leia também:  Gengibre ajuda na saúde, prevenindo o câncer e reduzindo medidas

“Quando sofremos de refluxo, o ácido gástrico pode banhar as cordas vocais, deixando-as irritadas e inchadas, desencadeando uma rouquidão”, explica a fonoaudióloga Marisa Rosa. Por isso o ideal é investir em alimentos leves, como saladas, sucos e frutas – principalmente a maçã que, segundo Marisa, possui propriedades que ajudam na limpeza da boca e da faringe, melhorando a ressonância vocal e ajudando na recuperação da voz.
Use roupas mais largas
Ao vestir camisetas ou vestidos muito apertados ou com tecidos pouco maleáveis, nós corremos o risco de contrair nossa região abdominal, impedindo que a respiração seja feita corretamente. A região do pescoço também deve ficar livre, para que a laringe se movimente com mais facilidade.

De acordo com Ana Elisa, esses cuidados devem ser tomados porque, ao dificultar a flexibilidade da respiração e da laringe, nós sobrecarregamos o aparelho produtor da voz, causando a rouquidão.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.