Foto: assessoria
Foto: assessoria

Os vereadores Thiago Silva (PMDB) e Roni Magnani (PP) estão trabalhando para levar uma unidade do MT Fomento para a região da grande Vila Operária. Além da indicação feita pelos vereadores, em visita na última segunda-feira (17) a sede do MT Fomento em Rondonópolis, o chefe de Divisão de Postos da unidade, Wesley Bruno Maggi Scheffer sinalizou positivo quanto à ideia dos parlamentares.

De acordo com Thiago Silva, os vereadores viram a necessidade de instalar um posto de atendimento naquela região devido ao grande número de pequenos empreendedores e as novas empresas que estão se instalando no Distrito industrial da Vila Operária. “O nosso objetivo é que a agência auxilie os pequenos comerciantes a expandir seus negócios e fomentar o aquecimento da economia local”, ressalta Thiago.

Leia também:  Pátio adianta que asfalto do Universitário pode custar mais de R$ 30 milhões

A nova agência deverá oferecer diversas linhas de financiamento para os microempreendedores como em materiais de construção, capital de giro, reforma de empresas, contratação de mão de obra, compra e aquisição de equipamentos tanto para pessoa física quanto jurídica.

Além disso, cartões de crédito para o servidor público, ressalta o vereador Thiago.

Conforme Wesley Bruno é preciso uma contra partida para levar os atendimentos a Vila Operária, a unidade precisa de local fixo e equipamentos, itens que já foram solicitados pela indicação dos parlamentares.

“Estaremos reunindo com o Secretário de Promoção e Assistência Social para intermediar os equipamentos e uma sala para funcionamento da agência na vila Operária”, finaliza Roni.

Leia também:  Vereadores cobram a implantação de semáforos em pontos críticos

MT FOMENTO

Hoje o MT Fomento é uma instituição financeira ligada a Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia do Estado de Mato Grosso (SICME), que empresta valores que vão de R$ 2 mil até R$ 100 mil, conforme a necessidade e capacidade de pagamento de cada empreendedor, que poderão ser pagos em até 60 vezes, a um juro mensal que varia entre 1 a 1,5%. Os créditos são liberados em torno de 15 a 20 dias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.