Durante a manhã também foi realizado um culto e oferecido um café da manhã para as mulheres – Foto: Ronaldo Teixeira/AGORA MT
Durante a manhã também foi realizado um culto e oferecido um café da manhã para as mulheres – Foto: Ronaldo Teixeira/AGORA MT

As atividades relacionadas ao Dia Internacional da Mulher, comemorado durante o mês de março, chegou ao fim nesta quinta-feira (27), com uma ação desenvolvida pelo Conselho Municipal de Direito das Mulheres na Cadeia Pública Feminina onde enfatizou a autoestima.

A presidente do Conselho da Mulher, Mara Oliveira, explicou que ao longo do ano é desenvolvido um trabalho com as mulheres da cadeia pública, mas que neste período não poderiam ser deixadas de lado, pois estão privadas apenas da liberdade e não dos direitos como mulheres, por esse razão precisam ser valorizadas.

A diretora da unidade prisional, Noraney da Silva Alves, argumento que é importante este tipo de trabalho onde faz as mulheres da Cadeia Pública despertarem que é possível cumprir a pena e constituir família e ter uma vida normal longe da criminalidade, inclusive com relato de mulheres que saíram da unidade prisional e estão formadas, com emprego e uma família bem estruturada.

Leia também:  Pastor foragido há 4 anos é preso por extorsão e sequestro em Rondonópolis

Cida Guimarães, capacitadora da atividade, explicou o objetivo é despertar a autoestima das mulheres e o potencial que existe nelas, independente da situação, para que em Deus possam conquistar o espaço que lhes é devido ao saírem da cadeia.

Durante a manhã também foi realizado um culto e oferecido um café da manhã para as mulheres.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.