Há nove anos o filme é o mesmo na Superliga feminina, com a decisão entre Osasco e Rio de Janeiro. Desde a temporada 2004/05 que as duas equipes terminam a primeira fase com as melhores campanhas, mantém o favoritismo nos playoffs e se encontram na final. Nesta temporada, porém, um “intruso” apareceu, o Campinas, dono da segunda melhor campanha na fase de classificação. Para que Rio e Osasco se enfrentem, os cariocas, provavelmente, precisarão vencer um confronto em que terão a desvantagem no mando de quadra.

Antes de pensar na semifinal, porém, as equipes terão que passar pelas quartas de final em duelos de três partidas em que caso o time vença as duas primeiras, a última não precisará ser disputada.

O Osasco terminou a primeira fase de forma invicta, com 26 vitórias, e chega como o time a ser batido. Vai jogar contra o Brasília, time recém-formado, que conseguiu a última vaga para a segunda fase, mas não terá sua principal estrela na primeira partida, a bicampeã olímpica Paula Pequeno. O primeiro duelo é nesta quinta, às 19h, em Osasco, com transmissão do SporTV.

Quem “roubou” a segunda posição do Rio de Janeiro foi a equipe do Campinas, comandada pelo técnico José Roberto Guimarães, que já anunciou sua saída da equipe no fim da temporada. Com isso, irá enfrentar o São Caetano, fugindo de uma equipe mais tradicional como Pinheiros ou Praia Clube.

Enquanto isso, as cariocas terão de enfrentar a equipe do Pinheiros, que derrotou o Osasco em uma partida no Campeonato Paulista no fim do ano passado. O favoritismo é todo da equipe de Bernardinho, mas o time paulista pode surpreender, como mostrou em algumas partidas da temporada.

Leia também:  Árbitros de Mato Grosso participam de curso promovido pela CBF

O duelo mais equilibrado deve ser entre Sesi-SP e Praia Clube, em uma repetição do confronto do ano passado, nas mesma fase. Na ocasião, mesmo com a vantagem mineira no mando de quadra, o Sesi-SP conseguiu a classificação. Desta vez, a equipe paulista joga com a vantagem do mando de quadra.

O time de melhor campanha, melhor ataque e melhor bloqueio da primeira fase da Superliga feminina enfrenta uma equipe que conquistou apenas dez vitórias em 26 jogos e que tem na recepção o melhor fundamento.

No saque, por exemplo, o Brasília foi a pior entre os 14 times da primeira fase, enquanto o Osasco ficou em quarto neste quesito.

– Teremos o Brasília pela frente e o nosso foco é total na busca pela classificação. Vamos trabalhar bastante para que o time evolua ainda mais para essa reta decisiva da competição – resumiu o técnico do Osasco, Luizomar Moura.

Primeira fase
20/12/2013 – Osasco 3 x 0 Brasília
09/03/2014- Brasília 1 x 3 Osasco
Calendário de jogos
Jogo 1 – 20/03 – 19h – Ginásio José Liberatti, em Osasco
Jogo 2 – 27/03 – 18h30m – Sesi Taguatinga, em Brasília
Jogo 3 – 03/04 – 18h30m – Ginásio José Liberatti, em Osasco (Se necessário)

Quem olha o duelo pela campanha feita na primeira fase, pode acreditar que o Campinas não terá grandes dificuldades de eliminar o São Caetano, já que venceu 22 jogos na primeira fase contra apenas 13 do time do ABC Paulista. Mas nas estatísticas os times são bem parecidos.
No bloqueio, por exemplo, o São Caetano é o terceiro time mais eficiente, bem à frente do Campinas, apenas o oitavo. No quesito recepção, o São Caetano também é melhor que o rival.

Leia também:  Rodada "madrasta" coloca Luve de volta ao Z-4

Mas o favoritismo ainda é do time de José Roberto Guimarães, que tem a jogadora mais eficiente da primeira fase, Tandara, e a melhor defesa da competição.

– Durante a classificação, o São Caetano apresentou um bom voleibol, com bastante volume de jogo e muita garra. Por isso, estamos treinando sério para enfrentarmos esse time que também lutará bastante para seguir em frente na competição – comenta Claudinha, um dos destaques da equipe campineira.

Primeira fase
11/10/2013 – Campinas 3 x 1 São Caetano
21/01/2014- São Caetano 0 x 3 Campinas

Calendário de jogos
Jogo 1 – 21/03 – 21h30m – Arena Concórdia, em Campinas
Jogo 2 – 28/03 – 21h30m – Ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul
Jogo 3 – 03/04 – 21h30m – Arena Concórdia, em Campinas

Um duelo que promete ser muito equilibrado, apesar do favoritismo do Rio de Janeiro, que terá a vantagem de jogar um eventual terceiro jogo em casa. As partidas da primeira fase mostram que as cariocas não terão vida fácil contra o Pinheiros. No primeiro jogo, a equipe de São Paulo venceu o primeiro set mas sofreu a virada, perdendo o quarto set por 26 a 24. No jogo disputado no Rio de Janeiro, o Pinheiros abriu 2 sets a 0 mas deixou a equipe do técnico Bernardinho vencer os três sets seguintes e chegar ao triunfo.

Leia também:  Times de Mato Grosso vão mal na rodada de final de semana

O Pinheiros tem o melhor levantamento e a melhor recepção da competição, enquanto o Rio de Janeiro o segundo melhor ataque e o segundo melhor bloqueio.

Primeira fase
03/11/2013- Pinheiros 1 x 3 Rio de Janeiro
14/02/2013- Rio de Janeiro 3 x 2 Pinheiros

Calendário de jogos
Jogo 1 – 21/03 – 19h – Ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo
Jogo 2 – 28/03 – 19h – Maracanãzinho, no Rio de Janeiro
Jogo 3 – 03/04 – 19h – Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (Se necessário)

O confronto mais equilibrado das quartas de final dos playoffs. De um lado, a capitã da seleção brasileira bicampeã olímpica, Fabiana, e a levantadora Dani Lins do outro, as irmãs Monique e Michelle Pavão e Mari, que voltou ao Brasil nesta temporada.

O Sesi-SP foi a única equipe a bater o Osasco em 2014, na final do Campeonato Sul-Americano, mas ao mesmo tempo perdeu algumas partidas na Superliga para times, na teoria, mais fracos, como São Caetano e Brasília.

Já o Praia Clube tem complicado jogos que estavam fáceis. Tanto que das 17 vitórias na competição, o mesmo número do Sesi, apenas cinco foram sem perder sets, o que tem deixado o técnico Spencer Lee preocupado.

Primeira fase
28/10/2013- Praia Clube 3 x 1 Sesi-SP
31/01/2014- Sesi-SP 3 x 0 Praia Clube

Calendário de jogos
Jogo 1 – 23/03 – 11h – Ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo
Jogo 2 – 29/03 – 13h – Praia Clube, em Uberlândia
Jogo 3 – 05/04 – 18h30m – Ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (Se necessário)

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.