Mais de 180 medalhas e 31 índices para a etapa nacional do Circuito Brasil Paralímpico foi o saldo da equipe de Uberlândia, que sediou a etapa Centro-Leste. Entre os dias 21 e 23 de fevereiro, mais de 500 atletas do Distrito Federal e dos estados de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia disputaram o circuito de Atletismo, Halterofilismo e Natação.

Os 125 representantes da casa praticamente dominaram os jogos e saíram com 188 medalhas. No total foram 87 medalhas de ouro, 56 de prata e 45 de bronze. Uberlândia teve representantes do Atletismo Paralímpico de Uberlândia (Apuv), da Associação dos Paraplégicos de Uberlândia (Aparu), do Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU), do Instituto Virtus e do Praia Clube.

Leia também:  Mixto, Dom Bosco e Cacerense viram adversários diretos do União na Copa Federação

Além do prêmio maior, a medalha, muitos atletas buscaram índice de classificação para a etapa nacional do Circuito, além de recordes brasileiros. Foi garantidas 31 vagas na disputa nacional e três recordes brasileiros.

Equipe de Uberaba

Os 21 para-atletas da Associação dos Deficientes Físicos de Uberaba (Adefu) de Uberaba conquistaram 38 medalhas: 23 de ouro, 12 de prata e de três de bronze, além das cinco vagas garantidas para a etapa nacional, no segundo semestre. A coordenadora da instituição, Janaína Pessato, admitiu que o rendimento teve uma pequena queda, porém diz acreditar no potencial dos atletas da equipe.

– Nós não tivemos o desempenho que a gente esperava, mas tem uma justificativa.Tivemos mudanças nas classes funcionais dos atletas, mudanças das cadeiras, tudo por exigência da classe. Essa competição foi a primeira experiência, então a gente sabia que cairia um pouquinho – explicou.

Leia também:  Rodada "madrasta" coloca Luve de volta ao Z-4
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.