Esporte pouco popular no Brasil, o padel tem um brasileiro entre os melhores do mundo na modalidade. Pablo Lima é o segundo colocado no ranking mundial de duplas, ao lado de seu companheiro Juani Mieres, que é argentino naturalizado espanhol. Se no país sua presença passa despercebida, já que há poucos praticantes e a maioria deles no Rio Grande do Sul, seu estado natal, na Espanha, onde vive, ele é assediado e tem histórias curiosas sobre o fascínio que exerce nos espanhóis amantes do padel

– Fui tirar o carro da garagem uma vez, e o cara não saía de trás. Eu querendo dar ré, e ele nada. Quando passei por ele, ele só queria me cumprimentar. Ainda bem que não xinguei ele e me comportei bem (risos) – lembrou.
A ida para a Espanha foi uma forma de conseguir viver do esporte, sem precisar de um segundo emprego. Os torneios por lá levam mais de cinco mil espectadores nas quadras e os prêmios podem ser equivalentes a mais de R$ 100 mil.

Leia também:  Circuito de Tênis começa nesta quarta em Cuiabá

– Hoje em dia o que acontece na Espanha é que o padel virou um meio de vida. Antes era muito difícil, tinha que fazer aulas, mas agora se você tem bons resultados, é bem ranqueado, é uma profissão muito rentável – explicou o jogador.

E no próprio Rio Grande do Sul já existe uma futura geração de talento no padel. A seleção brasileira de menores ficou em terceiro lugar no Mundial, atrás da Argentina e da Espanha. Os jovens já pensam em ir para esses países na tentativa de seguir carreira na modalidade.

– Nosso plano é treinar aqui o máximo que conseguir. Quero aprender o máximo e depois acabar os estudos e ir para fora começar uma carreira – afirmou Felipe Matos, de 14 anos.

Leia também:  Federação realiza arbitral após desistências em série

Para Andriws Urtassum, de 16 anos, a diferença dos treinos no Brasil para o dos outros países é a intensidade.

Todos os dias eles treinam padel e físico tb. É uma ciosa q nio Vrasil n temos esse costume. Treinamos um dia físico, outro bola, treinamos bastante bola e lá é todo dia físico, todo dia bola, estão sempre mto bem fisicamente – concluiu.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.