Vários servidores participaram da sessão - Foto: Wlly Garcês / AGORA MT
Vários servidores participaram da sessão – Foto: Wlly Garcês / AGORA MT

Mais de 300 servidores municipais participaram da sessão ordinária da Câmara Municipal de Rondonópolis desta quarta-feira (19), cumprindo cronograma dos três dias de paralisação nacional. O presidente da Casa de Leis Ibrahim Zaher (PSD), interrompeu a sessão por alguns minutos para atender juntamente como os demais vereadores, uma comissão do Sindicato dos Servidores Municipais de Rondonópolis (Sispmur) que reivindica melhorias salariais.

De acordo com Ibrahim Zaher, ficou acordado que o sindicato entregará a ata da última assembleia geral, para que a câmara possa interver as negociações junto ao município.

“A Câmara tem acompanhado os manifestos da categoria e sempre foi parceira, vamos buscar um entendimento e ajudar no que for de competência do legislativo”, explicou.

Leia também:  Câmara discutirá Lei de Diretrizes Orçamentárias em Audiência Pública nesta terça (15)

GREVE
Conforme o presidente do Sispmur, Rubens Paulo, a ideia do executivo é fazer a reposição salarial juntamente com a a aprovação do PCCS.

“É inadmissível fazer a reposição junto com o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), não dará tempo. Desde as últimas gestões nunca vi tanta insatisfação dos servidores. Nosso movimento tem ganhado força e se não sermos atendidos até o fim do mês, a categoria estará de greve já em abril”, acrescenta Rubens.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.