A Câmara Municipal de Rondonópolis, Primavera e Poxoréu devem emitir uma nota de repúdio contra o pronunciamento feito pelo diretor institucional da Concessionária Morro da Mesa, Milton Rosetto que criticou o manifesto feito pelos vereadores no mês passado, em prol aos usuários da MT-130. (Veja Aqui).

Durante sua fala em entrevista a imprensa de Rondonópolis, Milton foi sucinto em dizer. “Os vereadores deveriam cuidar mais da área urbana, a estrada é de competência do Estado”.

Para o presidente da Casa de Leis de Primavera do Leste, Estaniel Pascoal (Pros), apesar de ser criticado, o manifesto ‘Sem Manutenção Pedágio Não’ já surtiu efeitos, haja vista, que a Morro da Mesa abriu as ‘cancelas’ para atender o legislativo.

“Indiferente de ser do município ou não, é nosso dever cobrar pelo bem da população, só reivindicamos o que eles já são obrigados a fazer”, lembra Pascoal.

Onofre Alves Borges (PP), presidente da Câmara de Poxoréu acha um desrespeito a fala do diretor e respondeu. “Ele como representante da empresa tem que medir as palavras, estamos lutando por uma melhoria para o bem de todos”, comenta Onofre.

Sensibilizado, o chefe do legislativo em Rondonópolis, Ibrahim Zaher (PSD) disse que o pronunciamento já mostra por si o desrespeito que Concessionária Morro da Mesa tem cometido com os usuários.

“Vamos nos solidarizar e pedir mais respeito ao Legislativo, até porque se a empresa não tiver satisfeita com a concessão o 1º lugar que ela vai procurar é a Câmara, ele têm que entender que somos cobrados pela população que paga por um serviço que não tem qualidade”, finaliza Ibrahim Zaher.

Na semana que vem está marcada uma reunião entre representantes da Morro da Mesa e do Poder Legislativo.

Leia também:  Monte sua ceia de Natal gastando até R$ 200 em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.