O atraso no plantio do milho  preocupam os produtores do estado de Mato Grosso. A chuva constante que tem ocorrido no estado tem afetado os resultados nos trabalhos em campo. De acordo com boletim semanal de análise – milho divulgado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), muitos produtores ficaram metade da ultima semana parados sem conseguir colher a soja e semear o milho.

A pesquisa revela que com um avanço de 12 p.p. durante a última semana, a semeadura, a menos de uma semana de encerrar a janela ideal, atingiu 57,9% de hectares, cerca de 500 mil hectares a menos para o período se comparado a 2013.

A análise conclui que se este cenário se mantiver, serão pouco mais de 1,3 milhão de hectares para serem semeados fora da janela, assim o risco neste caso não é a chuva e sim a falta dela.

Leia também:  Municípios de Mato Grosso são destaque em pesquisa nacional

Em abril termina a estação chuvosa em MT e o milho semeado fora do prazo pode ser prejudicado pela falta de água, podendo gerar queda da produtividade, que atualmente está prevista em 87,6 sc/ha na safra 2013/14, finaliza a pesquisa.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.