A concessão de uso de trecho de 850 quilômetros da BR-163 será aprovada na manhã desta quarta-feira (12), no Palácio do Planalto, quando a presidenta Dilma Rousseff e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) assinam o contrato com a empresa Odebrecht. O governador Silval Barbosa também estará presente no evento.

A concessionária será responsável pelo trecho entre Sinop até a divisa com o Mato Grosso do Sul, percurso que compreende as principais cidades produtoras de grãos de Mato Grosso.

A previsão é que a Odebrecht invista em 30 anos R$ 4,6 bilhões no trecho. O grupo vencedor ofereceu uma tarifa de R$ 0,02638 por quilômetro de rodovia, representando deságio de 52,03% em relação à tarifa teto do edital, que era de R$ 0,0550. A concessionária deverá duplicar 453,6 quilômetros, sendo que o restante já é duplicado ou está sendo duplicado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte.

Leia também:  Suinocultores de Mato Grosso apostam na produção de bioenergia

Em Mato Grosso, outros trechos que deverão ser concedidos a iniciativa privada são a BR-364 no trecho entre Rondonópolis e Goiânia-GO e a BR-163, entre Sinop e o Porto de Miritituba no Pará.

Durante o evento a presidenta Dilma também irá assinar a concessão de outras duas rodovias, uma no Mato Grosso do Sul e outra entre Goiás e Minas Gerais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.