O senador Pedro Taques (PDT) protocolou juntamente com outros parlamentares uma representação para que a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), seja investigada no episódio da compra da refinaria “Pasadena Refining System Inc. (PRSI)”, em 2006, pela Petrobras. A denúncia que foi entregue a Procuradoria Geral da República (PGR) ainda é da época em Dilma comandava a Casa Civil e presidia o conselho de administração da estatal do petróleo.

De acordo com o documento entregue esse episódio teria resultado em um prejuízo de aproximadamente um bilhão de dólares. Além dos prejuízos o Tribunal de Contas da União e o Ministério Público Federal estão investigando a ocorrência de superfaturamento e evasão de divisas decorrentes desta aquisição.

Leia também:  Pelé e Coutinho; Wilson e Zé do Pátio

Essa atitude de Taques coloca por terra a ideia de que poderia ceder palanque a presidente Dilma durante as eleições de 2014 em Mato Grosso. Apesar do PDT compor a base aliada do governo federal mantendo influência total no Ministério do Trabalho e Emprego, o senador prefere se aliar em Mato Grosso aos partidos de oposição como PSDB, DEM e PPS.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.