Mototaxistas, vereadores e o secretário de Trânsito de Rondonópolis, Argemiro Ferreira em reunião - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Mototaxistas, vereadores e o secretário de Trânsito de Rondonópolis, Argemiro Ferreira em reunião – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Mototaxistas, vereadores e o secretário de Trânsito de Rondonópolis, Argemiro Ferreira, se reuniram na tarde desta segunda-feira (31), para discutir alguns problemas que têm atrapalhado o bom andamento do recadastramento dos trabalhadores. O principal entrave até o momento era o não recebimento da certidão online pela Prefeitura Municipal.

Mario Sérgio, presidente da Associação dos Moto-Taxistas de Rondonópolis, afirmou que o recadastramento só não tinha sido feito por alguns mototaxista devido ao não recebimento da certidão e como a liminar para a entrega tinha sido aceita a multa não poderia ser cobrada.

O presidente da Câmara, Ibrahim Zaher garantiu aos trabalhadores que este problema seria solucionado e que os demais questionamentos feito por eles, inclusive em relação as transferência de vagas e pontos com cobertura seriam debatidos. Outro ponto que ficou definido foi em relação a troca das motos ser contada de acordo com o ano de fabricação.

Leia também:  Inscrições com 63 vagas para professores na UFMT começam na segunda

O presidente da Associação ficou responsável por se reunir com com o Sindicato dos Mototaxistas para definir os locais que devem ser marcados como ponto e repassar os endereços ao secretário.

De acordo com Argemiro também ficou acordado que este ano não haverá troca de coletes, já que houve no ano passado e também por em Rondonópolis não existir uma empresa que faça coletes credenciados pelo Inmetro, o que dificulta a compra.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.