Uma nova fronteira agrícola se forma na região de Porto Alegre do Norte, município localizado a cerca de 1.100 quilômetros de Cuiabá.  A chegada da agricultura tem sido uma forma de diversificar a atividade do pequeno produtor rural. Com isso há também uma mudança no foco da demanda de treinamentos do Sindicato Rural junto ao Serviço de Aprendizagem Rural de Mato Grosso.  (Senar-MT).

Para 2014 os treinamentos mais solicitados junto ao Sindicato Rural são operação e manutenção de pulverizadores, colheitadeiras, máquinas e implementos agrícolas. Outra área que também há bastante demanda é na bovinocultura de leite. “Queremos melhorar a qualidade do nosso leite”, enfatiza o presidente do Sindicato Rural de Porto Alegre do Norte, Edio Brunetta.

Leia também:  Chuva deixa mais de 45 mil sem energia elétrica em Rondonópolis

Ele conta que na região há cerca de 10 mil famílias assentadas. “Além disso, o sindicato do nosso município atende outras quatro comunidades  e,  por isso, nossa demanda é grande”. De acordo com o presidente, em 2012 foram realizados 78 treinamentos. Esse número aumentou para 130 no ano de 2013 e, para 2014 a demanda continua aumentando. “A expectativa é de realizarmos cerca de 150 treinamentos porque teremos que incluir as solicitações dos outros municípios que nosso sindicato atende. Estamos negociando este número de treinamentos com o Senar-MT”.

Outro desafio para 2014 é incrementar ainda mais a infraestrutura do sindicato.  O presidente conta que para trabalhar este ano já tem um carro e contratou duas mobilizadoras. “Isso vai nos ajudar bastante na hora de divulgar os treinamentos e, especialmente na hora de coletar as demandas”.

Leia também:  Governo do Estado rompe definitivamente negociações com o Consórcio VLT Cuiabá

A mudança não aconteceu somente na solicitação dos treinamentos. O presidente conta que até bem pouco tempo era os integrantes do sindicato e a mobilizadora iam até as comunidades divulgar os treinamentos. “Agora são os lideres comunitários, os gerentes de fazenda e até mesmo os produtores rurais que procuram o sindicato para pedir o treinamento que está precisando em sua região”.

Segundo o presidente fica mais fácil quando há procura junto aos sindicatos do que quando é preciso ir atrás dos produtores para oferecer treinamentos. “Mas a responsabilidade é muito maior porque temos que atender todos  que nos procuram e,  nem sempre é possível”.

A região está em plena expansão. O início de atividades como pecuária de leite e o início da implantação de outras cadeias produtivas para diversificar as atividades do campo também geram vários tipos de pedidos junto ao Sindicato Rural e consequentemente ao Senar-MT.

Leia também:  Homologada licitação para Ganha Tempo em Rondonópolis

O portfólio da entidade de ensino rural oferta 154 treinamentos que atendem as 14 principais cadeias produtivas do Estado. Todos gratuitos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.