A reunião de legisladores da região de Rivne, na Ucrânia, da última terça-feira (25) foi marcado pela ameaça feita por um dos líderes do movimento nacionalista radical que foi protagonista na queda do ex-presidente Viktor Yanukovich.

A imprensa russa chamou o ato de política da “Kalashnikov”, em referência à arma que empunhou Aleksandr Muzychko durante o discurso no encontro.

Aparentemente, Muzychko, um dos líderes mais proeminentes e controversos do grupo “Pravy Sektor”, achou mais eficiente levar suas armas para marcar posição durante os debates políticos do congresso regional.

De acordo com a agência da notícias russa, RT, na última terça-feira (25), o extremista foi para o parlamento regional de Rivne, e ameaçou os deputados regionais com uma metralhadora e uma série de outras armas.
Ele exigiu uma posição sobre a concessão de apartamentos às famílias dos manifestantes que foram mortos durante confrontos violentos da semana passada na região central de Kiev.

Leia também:  Prédio desaba na Índia e confirma mais de 20 mortes e várias pessoas presas a escombros

— Quem vai tirar de mim a metralhadora? Quem quer tirar a minha arma? Quem quer tirar minhas facas? Eu desafio vocês!

Conforme noticiado, Muzychko é veterano de guerra e provavelmente suas convicções têm origem durante sua carreira militar, quando lutou na guerra da Tchetchênia.

Enquanto Muzychko intimidava os deputados em Rivne, seus colegas ativistas em Kiev estavam colocando pressão sobre a CEC (Comissão Eleitoral Central) para adiantarem as eleições nacionais do país.

Após a queda do ex-presidente Viktor Yanukovich, grupos de extrema direita reividicaram a vitória na praça da Independência, em Kiev. O local continua tomado por manifestantes, dentre estes, estão muitos ultranacionalistas que se recusam a deixar o lugar.

Leia também:  Homem agride cruelmente duas mulheres com golpes de martelo na França

A disputa entre ocidente e russos fez com que os nacionalistas ganhassem destaque, por isso, eles desejam antecipar as eleições nacionais e assim aproveitar a atual popularidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.