Durante a primeira visita oficial como ministro de Agricultura, Neri Geller anunciou que vai priorizar o escoamento da safra de Mato Grosso e para isso deve começar reestruturando o departamento de políticas agrícolas do Ministério. “Temos R$ 5 bilhões do Plano Safra, que vai até 31 de junho, e os produtores já acessaram R$ 2 bilhões para dar fôlego aos produtores”.

Geller garantiu ainda que fará o acompanhamento integral do grandes eixos de escoamento da produção. “Em Mato Grosso, falta apenas 180 km para concluir a BR-163 em Mato Grosso e outros 1100 km já estão pavimentados. Vamos fazer a reestruturação portuária em Itaituba (PA) e Santarém (PA). Não adianta só resolver o eixo e não tiver o canal hidroviário. A ferrovia também é muito importante”.

Leia também:  Em troca de incentivos fiscais, Silval Barbosa revela que cervejaria doou cerca de R$ 2 milhões

Ele reconheceu que houve avanços com a redução das filas nos portos com a unificação de procedimentos da Anvisa, Receita Federal quando os caminhões chegam para descarregar as mercadorias para embarque internacional. Ele disse que o Dnit dinamizou o escoamento com a realização de tapas-buracos nas rodovias.

“Em três a quatro anos a BR-163 estará duplicada e privatizada de Mato Grosso do Sul até Sinop. Nos próximos quatro anos, a BR-242 vai levar milho de Mato Grosso para abastecer o Nordeste e usar o porto de Itaqui (MA) para exportação”.

Geller informou que o ministério trabalhará junto com a inciativa privada para agregar valor e dar ao produtor brasileiro condições de ampliar com bastante energia a produção nacional. “São linhas que vamos atuar nesse sentido e viabilizar a produção cada vez mais com sustentabilidade e muito ligada ao setor”, acrescentou.

Leia também:  Recursos Federais | 80 milhões são anunciados para Rondonópolis

Segundo Geller, foram liberados R$ 136 bilhões para todos os programas de equalização, sendo R$ 180 milhões já destinados para os programas de armazenagem e acesso à inovação tecnológica.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.