Após Lewis Hamilton liderar o 1º treino livre para o GP da Malásia, Nico Rosberg, vencedor da etapa de abertura da temporada, na Austrália, pôs as cartas na mesa e manteve a Mercedes no topo da folha de tempos no Circuito Internacional de Sepang ao anotar a volta mais rápida de sexta-feira na segunda atividade do dia: 1m39s909. Kimi Raikkonen repetiu a dose e fechou mais uma vez em segundo com sua Ferrari, a apenas 0s035 do melhor tempo, dando indícios de que a escuderia italiana pode ser a principal ameaça às “Flechas de Prata” no circuito malaio.

E apesar da soberania da Mercedes nos dois treinos, a sessão foi marcada pelo equilíbrio. Apenas dois décimos separaram Rosberg do sexto colocado, Felipe Massa. Com 35 minutos de treino, o brasileiro da Williams, que fez uma visita aos boxes da Ferrari (confira no vídeo acima), chegou a figurar na ponta com 1m40s112. Mas por poucos segundos, sendo logo superado por Nico. Na sequência, Massa foi empurrado para sexto por Kimi, Sebastian Vettel (1m39s970 com a RBR), Lewis Hamilton (1m40s051 com a Mercedes) e Fernando Alonso (1m40s103 com a Ferrari). Daniel Ricciardo (RBR) apareceu logo na sequência, em sétimo: 1m40s276. Já o companheiro de Felipe, Valtteri Bottas, foi quem mais andou: 35 voltas (uma a mais que o brasileiro). Mas o finlandês não passou da nona posição, atrás de Jenson Button, da McLaren. Nico Hulkenberg (Force India) completou o top 10.

Leia também:  José Aldo terá a revanche pelo cinturão contra o atual campeão Max Holloway

Enquanto isso, no pelotão de trás, a Lotus segue seu calvário. Após ter problemas no primeiro treino, Pastor Maldonado sequer foi para a pista. Já Romain Grosjean até que foi, mas novamente precisou voltar ao paddock de carona nas lambretas dos fiscais. Dessa vez, em razão de um pane no câmbio.

A Caterham foi outra equipe que sofreu com problemas. Kamui Kobayashi demorava a sair dos boxes em razão de um reparo no sistema de acúmulo de energia do motor de seu CT03 quando um vazamento de óleo decretou sua ausência da atividade. Já o motor Renault de Marcus Ericsson cortava diversas vezes, atrapalhando as tentativas de volta rápida e fazendo o sueco ficar com o pior tempo dos que foram para a pista, quase 2s acima do penúltimo colocado.

Leia também:  Inscrições abertas para estadual de tênis em Cuiabá

Os pilotos voltam à pista na madrugada de sexta para sábado, a partir das 2h (horário de Brasília) para o 3º treino livre, com exibição do SporTV. Às 5 da manhã é hora do treino classificatório, com transmissão da TV Globo. A corrida está marcada para as 5h de domingo, também ao vivo na Globo. O GloboEsporte.com acompanha ambos os eventos em Tempo Real.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.