O papa Francisco surpreendeu seu próprio mestre de cerimônias nesta sexta-feira (28) ao confessar seus pecados a um sacerdote na Basílica de São Pedro.

O papa presidia uma missa para mostrar a importância que ele atribui ao sacramento da reconciliação, comumente conhecido como confissão.

Depois de ler um sermão, ele deveria ter ido a um confessionário vazio para ouvir confissões dos fiéis comuns, enquanto cerca de 60 sacerdotes espalhados ao redor da enorme igreja faziam o mesmo.

Seu mestre de cerimônias, monsenhor Guido Marini, apontou a cabine vazia ao papa, mas Francisco foi direto para outra, ajoelhou-se diante de um sacerdote surpreso e confessou a ele por alguns minutos.

Leia também:  Réus provocam tiroteio dentro de tribunal de Moscou e 4 acusados morrem

O papa, então, voltou para a cabine vazia e ouviu as confissões de um número de fiéis. Francisco se confessa regularmente, mas em privado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.