A lagarta helicoverpa armígera foi à causa de grandes preocupações para lavoura em Mato Grosso – MT tirando o sossego de muitos agricultores de soja nas ultimas safras. O custo do produtor chegou a R$ 50 mil mais caro devido o aumento da compra de mais agrotóxicos para combater a praga.

Para minimizar este problema com danos causados pela helicoverpa armígera, que na safra 2013/2014 causou prejuízos de R$ 931,93 milhões aos produtores de MT a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja MT) participa de um programa cientifico na Austrália.

De acordo com o diretor técnico da Aprosoja Nery Ribas, o objetivo é adquirir conhecimento estratégico e de intercâmbio tecnológico a fim de estudar a possibilidade da adoção de algumas ações para prevenir e combater esta praga. Nery participa até o dia 25 de março do programa nacional de Combate à Praga Helicoverpa armigera da Austrália.

Leia também:  Exportações do setor agropecuário crescem mais de 150% em um ano

De acordo com a Associação os produtores australianos convivem com a doença desde 1960, e o programa é focado em práticas agronômicas que são adotadas pelos produtores com acompanhamento de especialistas em diversas áreas.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.