A economia brasileira apresentou crescimento de 2,3% em 2013, na sequência de uma expansão de 1% um ano antes. O desempenho ficou acima daquele esperado por algumas instituições financeiras consultadas pelo Valor Data, que previam um avanço de 2,2% no período.

O resultado do calendário completo refletiu um aumento de 2,1% no valor adicionado e de 3,3% nos impostos, conforme levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Por setores, em 2013, a agropecuária foi destaque, com expansão de 7%, seguida por serviços, com elevação de 2%, e indústria, com ampliação de 1,3%.

A pesquisa trouxe ainda que a taxa de poupança caiu para 13,9% do PIB em 2013, após ter alcançado 14,6% em 2012.

Leia também:  Crescem em 40% as vendas de passagens de ônibus em Rondonópolis

Apenas no quarto trimestre de 2013, em relação aos três meses antecedentes, o Produto Interno Bruto (PIB) teve expansão de 0,7%. A agropecuária ficou estável, os serviços avançaram 0,7% e a indústria teve contração de 0,2%.

Vale notar que, no terceiro trimestre de 2013, a economia teve contração de 0,5%.

Em relação aos três meses finais de 2012, o PIB brasileiro cresceu 1,9%. Agropecuária avançou 2,4%, serviços tiveram alta de 1,8% e a indústria registrou ampliação de 1,5%.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.