Conceito em voga na “nova” Fórmula 1, a busca por confiabilidade não ficará restrita aos motores V6 turbo, substitutos dos antigos V8 aspirados. Os pneus também estão entre as prioridades da FIA e das equipes que disputam a principal categoria do automobilismo mundial. Com o objetivo de evitar outro “festival de estouros”, como o que marcou o GP da Inglaterra do ano passado, o novo regulamento da competição determina que cada time deve reservar um dia de testes para avaliar os compostos que estão sendo desenvolvidos para o campeonato de 2015.

Fornecedora exclusiva da categoria, a italiana Pirelli divulgou nesta sexta-feira o calendário dos testes de pneus. Caterham, Mercedes e Williams farão a primeira bateria de avaliações, no Bahrein, entre os dias 8 e 9 de abril. De 13 a 14 de maio, em Barcelona, será a vez de Sauber, STR, McLaren e Force India. A rodada final, marcada para os dias 8 e 9 de julho, em Silverstone, terá Ferrari, Lotus, RBR e Marussia. Os pneus que serão utilizados por cada equipe não farão parte dos 135 jogos disponibilizados para fins de teste a cada temporada.

Leia também:  Torneio de tênis começa nesta quarta em Cuiabá

A adição de um dia de testes dedicado aos pneus foi solicitada pela própria Pirelli, com o intuito de evitar outro episódio como o que marcou a etapa de Silverstone no ano passado, quando furos de compostos prejudicaram as corridas de Felipe Massa, Lewis Hamilton, Sergio Pérez e Jean-Eric Vergne. Na ocasião, os compostos – sempre o traseiro esquerdo – simplesmente se desintegravam repentinamente com os pilotos a quase 300 km/h. A fabricante italiana solicitou, então, mais oportunidades para testar os produtos ao longo do ano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.