A RBR apresentou formalmente uma apelação à Federação Internacional de Automobilismo (FIA) contra a desclassificação de Daniel Ricciardo do GP da Austrália, que abriu a temporada da Fórmula 1 no último domingo. O piloto da casa havia terminado a prova na segunda colocação, mas os comissários identificaram que seu carro excedeu o limite de fluxo de combustível de 100kg/h, violando o artigo 5.1.4 no regulamento técnico. Seria o primeiro pódio de um australiano diante de sua torcida. E um resultado surpreendente após os problemas enfrentados pela equipe durante toda a pré-temporada.

No mesmo dia, a escuderia austríaca anunciou sua intenção de recorrer contra a decisão da FIA. A equipe tetracampeã negou ter infringido a regra, alegando “inconsistências no medidor de fluxo de combustível” da entidade durante todo o fim de semana. Segundo o regulamento, o time tinha 96 horas para apresentar o pedido formal. O apelo da RBR será analisado pela FIA, que definirá uma data para a audição até o fim desta semana.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.