A pré-candidatura de Lúdio Cabral poderá dar um oxigênio ao PT em Rondonópolis que só tem um vereador eleito, Mauro Campos, embora tenha lançado candidatura própria nas eleições de 2012.

Caso vingue a candidatura de Cabral, os petistas almejam que nas eleições de 2016, Rondonópolis poderá ter mais representantes na Câmara Municipal e ter aumento no número de filiados na principal cidade do Sul de Mato Grosso.

A candidatura de Juca Lemos em 2012 quebrou o jejum de 26 anos sem que o PT tivesse saído na cabeça de chapa em Rondonópolis e como se sentem a bola da vez para liderar a corrida ao Palácio Paiaguás, o Partido vislumbra repetir o protagonismo dentro de dois anos na República do Rio Vermelho.

 

Leia também:  Maggi vira garçom e serve carne de Mato Grosso na China
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.