De sua primeira aparição no UFC, na edição de número 37, em 2002, para o UFC 171 do próximo sábado, o meio-médio Robbie Lawler não mudou muito. Excetuando-se a careca, que antes era escondida por uma vasta cabeleira, o lutador de apenas 31 anos de idade continua sendo um nocauteador nato, mas que hoje em dia prioriza a carreira, e não os cheques. Entrevistado por telefone pelo Combate.com, Lawler garantiu não temer a perigosa esquerda de Johny Hendricks, e aproveitou para alertar o rival sobre suas armas para a luta principal do próximo sábado.

– Tive alguns altos e baixos na vida, mas acho que a chance de título chegou na hora certa. Estou pronto para ser campeão. Se Johny Hendricks tem uma mão esquerda muito forte, eu tenho as duas. Não estou preocupado com a esquerda dele, e não tenho medo de ser atingido. Acho bom ele também estar preparado para minhas duas mãos e para os meus chutes.
Perguntado sobre como fazer para evitar ser atingido pelo wrestler, Lawler disse que o segredo é uma boa movimentação.

Leia também:  Times de Mato Grosso vão mal na rodada de final de semana

– Tenho que me movimentar muito, não posso ser um alvo fixo para ele. Os que não prestaram atenção nisso foram nocauteados rapidamente – Martin Kampmann e Jon Fitch. Somos dois lutadores muito fortes e temos poder de nocaute, e eu não pretendo ficar na frente dele sem me movimentar. O jogo de pés para esse combate será muito importante, tanto para um quanto para outro. Estou muito bem, meu corpo está preparado para a luta. A American Top Team fez um ótimo trabalho no camp e não sinto nada de errado comigo para enfrentar Johny Hendricks.

Considerado uma surpresa na disputa pelo cinturão – posto conquistado após a vitória sobre Rory MacDonald no UFC 167, em 2013, Lawler diz que, se pudesse escolher entre enfrentar Georges St-Pierre ou Johny Hendricks em uma luta válida pelo cinturão, não teria dúvidas em apontar o nome do seu adversário no sábado como seu preferido.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

– Minha preferência é por Johny Hendricks, que é em quem estou concentrado nas últimas dez semanas, e é a minha próxima luta. É ele que eu prefiro enfrentar e ter ao meu lado quando o árbitro levantar o meu braço após a luta.

Na sexta-feira, o canal Combate e o Combate.com transmitem a pesagem do UFC 171 ao vivo a partir de 18h. No sábado, com início às 19h15m, o evento será exibido ao vivo pelo canal Combate. O Combate.com acompanha todas as lutas em Tempo Real e também transmite a primeira luta da noite, entre os pesos-penas Daniel Pineda e Robert Whiteforf.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.